Vitinho treina na folga e faz tatuagem com nome da filha

O técnico Oswaldo de Oliveira disse recentemente que Vitinho, de 19 anos de idade, estava crescendo e seu amadurecimento iria chegar. Na folga de nove dias que os jogadores do Botafogo receberam depois da vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro, ele deu mais uma prova disso ao pedir ao preparador físico Ricardo Henriques para treinar em General Severiano.

Ao lado de outros jogadores que não vinham sendo aproveitados, além do atacante Elias, recém-contratado, e do lateral-direito Gilberto, Vitinho treinou segunda e quarta-feira. Nesta sexta, ele volta a trabalhar mais uma vez e, depois disso, só na reapresentação do grupo, terça-feira, no Engenhão.

Vitinho Tatuagem (Foto: Reprodução/Instagram)Tatuagens de Vitinho e Thayanne com o nome da filha Manuela (Foto: Reprodução/Instagram)

- Ficar parado uma semana é muito ruim. Eu iria ficar em casa de bobeira e pedi para treinar e manter o condicionamento físico para não sentir fadiga na volta, como acontece normalmente. Tenho muitos objetivos a cumprir e, sempre aprimorando, quem vai ganhar com isso sou eu. Fazendo o meu melhor, as coisas vão dar certo – disse Vitinho, único jogador do elenco principal a se apresentar para a atividade.

Durante a folga, Vitinho aproveitou para fazer homenagem e tatuar no braço o nome da filha Manuela, que completa dois meses de vida no dia 21 de junho. O atacante já tinha os nomes dos pais tatuados. A mulher, Thayanne também fez uma tatuagem.

- Já estava querendo fazer essa tatuagem e achamos um cara que fazia. Gostei muito do desenho. Estou aproveitando bastante esses dias com ela. Está mais esperta, brincando muito com a gente – comentou Vitinho.

Se na vida pessoal ele já apresentou um amadurecimento, em campo seus números mostram a mesma tendência. Nos cinco primeiros jogos, Vitinho já é o jogador do Botafogo com maior número de finalizações (total e média). Além disso, vem colaborando defensivamente e tem seis roubadas de bola, uma a menos do que Rafael Marques e Julio Cesar, líderes do time na estatística.

- Esse é um dos meus pontos fortes e sempre procuro colocar em prática. Mesmo quando o gol não sai, ajuda e às vezes aproveitam o rebote. Para fazer gol, tem que chutar e busco a jogada quando estou bem posicionado – explicou Vitinho, que fez um gol no Brasileiro, na derrota por 2 a 1 para o Bahia, e seis na temporada.

Durante a pré-temporada, em janeiro, Vitinho recebeu lições do que deveria fazer em campo para ser mais efetivo quando atuasse. Ele vem sendo submetido a treinamentos específicos para melhorar o cabeceio. Mas o ganho visível é defensivamente, já que antes pouco participa do jogo quando a bola estava com o adversário. Hoje, consegue até roubar bolas.

- Isso é fruto do meu amadurecimento. Tenho trabalhado muito para evoluir em cada fundamento e tem dado resultado – comentou Vitinho, que tem sido um dos jogadores mais assediados com sondagens de clubes do exterior, que chegaram a cinco milhões de euros.

Para a sequência do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, o papel de Vitinho pode ganhar mais importância. Com a negociação de Fellype Gabriel quase selada, o jogador deve assumir a posição de titular, pelo menos, em um primeiro tempo. Foi assim nos últimos dois jogos, quando substituiu Lodeiro. A concorrência maior é com Andrezinho.

- Fico triste pela saída dele, pois é um cara com uma imagem maravilhosa, que demonstra muita vontade nos jogos e se entrega. Agora, a gente fica na expectativa de saber quem vai jogar. Tem o Andrezinho também, mas vou continuar com a mesma pegada e dedicação para ficar com essa vaga – afirmou Vitinho.

Depois da paralisação para a Copa das Confederações, o Botafogo volta a jogar no dia 3 de julho, contra o Figueirense, pela Copa do Brasil. Pelo Brasileiro, o próximo jogo é contra o Fluminense, dia 7 de julho. Ambos ainda com local a definir.

Fonte: Globoesporte.com