C.E Sangenetto

14 de março, dia de estreia na fase de grupos da Libertadores, da 38ª primavera de Jair Ventura e do meu aniversário também. Sim, meu aniversário, tem coisa melhor que um jogo do Fogão? Claro que não!

O mais próximo que eu lembro disso foi há 10 anos, naquele fatídico 2007, quando o Glorioso bateu o Ceará também por 2 a 1 pela Copa do Brasil (relembre), no Castelão.

O Botafogo precisa da torcida e… de Sassá

Os fogos anunciavam a entrada do Glorioso, assim como no Carnaval. Só que em vez da Sapucaí, era o Nilton Santos, que, ao mesmo tempo, exibia um mar de faixas alvinegras e ficava todo listrado, zebrado. Zebra? Vai nessa, secador: já são 3 campeões da Liberta, com 8 títulos na bagagem somados, derrotados dentro da nossa casa. Tem que respeitar, é muita tradição.

A festa e a energia dessa torcida carregam e precisam continuar conduzindo o time, assim como o menino Sassá fez nos 20 minutos finais contra o Estudiantes. Desacreditado por muitos, assim como o Fogão, ele foi lá, incendiou o jogo, foi fundamental para os primeiros três pontos e deverá ser muito útil ainda na competição.

A estrela solitária de Pimpão

Rodrigo Pimpão é cercado por jogadores do Estudiantes antes de marcar o gol do Botafogo Pimpão arruma espaço para colocar o Botafogo em vantagem no segundo tempo
(Foto: Reprodução/Sportv)

Isso sem tirar o mérito de Pimpão, ou “Pimpáo”, como os caras da Fox gringa costumam narrar o nome do artilheiro (veja vídeo). Quando o camisa 17, nosso até então “10” de 2017, ficou no 1 contra 7, encontrou a única brecha possível, viu sua estrela solitária brilhar novamente, venceu a marcação e foi a salvação.

Um ano especial-zão pela frente

Mas até o árbitro apitar o fim da partida, a sensação era de apreensão. Aquela vitória precisava ser confirmada. O primeiro passo vitorioso dentro de casa seria fundamental para mostrar ainda mais a força na Liberta e fechar com chave de ouro, é claro, este duplo aniversário com a melhor emoção.

Falando em fechar, encerrando este texto me dei conta que as festas estão longe de acabar. Todo mundo aqui deve ter aquela galera ou aquele parceiro(a) fiel de arquibancada para os jogos. Alô, Guilherme, já viu quando cai o seu aniversário?! Botafogo x Atlético Nacional no Niltão! Haja coração, irmão! O jogo da classificação! Não vai faltar comemoração!

Festa da torcida do Botafogo com faixas de mão na partida contra o EstudiantesFesta da torcida do Botafogo para receber o time na estreia na fase de grupos da Libertadores
(Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)