O final da 26ª rodada do Campeonato Brasileiro não poderia ser mais melancólico para o Botafogo. Durante o domingo (01), o clube carioca esteve na frente do Vitória e, por alguns minutos, chegou a assumir a quinta colocação do Campeonato Brasileiro. Entretanto, com dois gols sofridos após os 40 do segundo tempo, a equipe alvinegra estacionou nos 40 pontos e viu o Cruzeiro, que empatou com o Corinthians, seguir na frente.

O grande problema é que esta não foi a primeira vez que o Botafogo amargou uma derrota nos minutos finais. O histórico mostra que o filme se repetiu pela quinta vez apenas neste Campeonato Brasileiro, inclusive em confrontos diretos pelas primeiras colocações, contra Santos e Palmeiras.

O emocional, porém, não será abalado. Pelo menos foi o que disse o técnico Jair Ventura após mais uma derrota nos minutos finais. O treinador lamentou a derrota sob os olhares de poucos mais de 14 mil torcedores no Nilton Santos, mas prometeu reação na continuidade da competição.

“Peso nenhum (emocional). Aqui não tem peso, não tem lástima. Quando a gente perde, não se acha o pior time do mundo. Ficamos tristes por não dar alegria à nossa torcida, mas o Botafogo é gigante, tem de vencer. Agora, emocional? Já demos a volta por cima outras vezes e não vai ser uma derrota que vai fazer a gente acabar no Brasileiro”, disse.

Se levar em conta os gols sofridos no fim também em vitórias e empates, o Botafogo é o time que mais foi vazado após os 30 minutos do segundo tempo. Neste Campeonato Brasil, o time de Jair Ventura já tomou 11 tentos na reta final, empatado com o rival Fluminense, que também foi derrotado na rodada no apagar das luzes, dessa vez para o Grêmio, em Porto Alegre.

Veja a lista de derrotas nos minutos finais: 

Santos 1×0 Botafogo – 7ª rodada

Botafogo 3×4 São Paulo – 17ª rodada

Botafogo 1×2 Palmeiras – 18ª rodada

Ponte Preta 2×1 Botafogo – 21ª rodada

Botafogo 2×3 Vitória – 26ª rodada

Fonte: Esporte Interativo