Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Diretor da Globo: ‘Corinthians e Flamengo são times. O resto é merrrrrrda’

0 comentários

Compartilhe

“O STJD é um câncer incurável de grau quatro. Muita gente diz: “como é que os clubes elegem por unanimidade o presidente da CBF”? Elegem porque se não eleger o sujeito fica marcado. Estou dando essa entrevista porque estou saindo do Grêmio. Por que se eu fosse um dirigente que fosse continuar provavelmente não levaria a público as minhas declarações.

“Os clubes não votam contra a CBF por temor à represália. É isso que é. Vamos dizer a verdade. Temor da represália. É uma ditadura. Porque o voto do Acre vale o mesmo que São Paulo. O voto da Federação de Sergipe vale tanto quanto o voto da Federação do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul.

“Então é essa bagunça generalizada. O sujeito para não se prejudicar mais ainda não contraria o poder vigente. Isto é o que está acontecendo. É a verdade. Só que as pessoas não dizem. Por isso não tem rebelde suficiente para dar a virada de mesa. Enquanto não tiver vai ser esse mandonismo aí.

“E outra coisa, não dá para fugir disso. A televisão que é hoje um fator de faturamento, fundamental, sem o qual os clubes não sobrevivem…A rede que dá publicidade aos jogo, transmite os jogos (TV Globo)…O diretor mais importante dela disse o seguinte: Corinthians e Flamengo são times. O resto é merrrrrda (forçando o sotaque carioca).

Ouvi o diretor mais importante da Globo dizer: o Corinthians e o Flamengo são times de verdade. O resto é merda. Nunca vi coisa mais nojenta que esse STJD. A gente entra já sabendo o resultado. Nestor Hein, vice presidente do Grêmio…

“Então é a isso que estamos submetidos. Essa bagunça, essa esculhambação que faz a gente ter nojo do futebol. Era para ser uma coisa bacana e uma coisa com regras. Estou acostumado com regras. Já militei em muitos tribunais. Nunca vi coisa mais nojenta do que esse STJD.

“Você entra no STJD já sabendo o resultado do que vai acontecer. Nós advogados vivemos da surpresa e de acreditar que o nosso talento, nosso poder de convencimento possa fazer prevalecer o Direito. Agora ali na hora você já sabe que o cadafalso vai te pegar.

“(Onde foi a declaração do diretor da Globo?) Eu ouvi uma conversa de rabo de ouvido. Numa ocasião social. Fique meio apatetado. Eu que deveria ter respondido, não respondi, fiquei quieto. Fui até um pateta na ocasião. Mas é outro caso. Como os clubes são muito dependentes de verbas e tudo isso…Você fica também em uma situação complicada. Além disso ninguém vai confirmar publicamente o que disse. Vai dizer “ah, jamais eu falei isso. Esse dirigente do Grêmio está louco.” Nessa altura do campeonato ninguém vai por os pingos nos is.”

Esse é o absurdo depoimento do vice presidente do Grêmio, Nestor Hein. Homem de muito poder no tradicional clube gaúcho. Falou na rádio Bandeirantes de Porto Alegre, ao repórter JB Filho. Tudo gravado, na rádio. Mostrou sua indignação com o julgamento de Petros do Corinthians. O Grêmio e o Internacional se juntaram. Entraram como clubes interessados. Mas viram a vitória corintiana. Aquele que junto com o Flamengo, são times de verdade. O resto é melhor nem repetir a escatologia.

Sempre bom ouvir o outro lado. Checar o lado perdedor de uma disputa. Nem sempre a verdade fica ao lado de quem vence a batalha, a guerra. Hein colaborou. Colocou uma peça importante em público para os torcedores entenderem como realmente funciona o poder no futebol brasileiro.

Confessou. Teve a coragem de falar porque no final do ano irá embora do Grêmio, não continuará. Se continuasse, talvez se calasse. Ponderaria cada palavra. Teria medo de atrapalhar seu clube, sua diretoria. Por isso Hein falou.

Melhor para quem ainda cultiva um pouco de ingenuidade neste esporte chamado futebol. Voto de cabresto na CBF. STJD sem credibilidade para os próprios principais dirigentes brasileiros. O principal diretor da TV Globo só levando em consideração Corinthians e Flamengo, comparando os outros clubes a excremento. Um triste resumo do atual momento do futebol no país humilhado na Copa do Mundo de 2014. Motivos não faltam…

Comentários