Juiz relata que Sheik e Edílson não podiam jogar clássico. Bota pode perder pontos

Compartilhe:

Uma polêmica pode estar de volta ao Brasileirão e prejudicar o Botafogo. No final do ano passado, o Brasil acompanhou o imbróglio com Flamengo e Portuguesa (SP), que foram punidos por escalarem jogadores de maneira irregular e com isso, o Fluminense se livrou do rebaixamento e a Lusa foi rebaixada. O que o Glorioso tem haver com isso? Segundo o BID da CBF, Emerson Sheik e Edilson estariam suspensos e não poderiam jogar o clássico de domingo (27).

Dessa vez, o BID da CBF informava que Emerson Sheik e Edilson estavam suspensos. Eles foram punidos por causa de confusões em jogo contra o Grêmio (RS) na sexta rodada do Brasileiro. Entretanto, os dois cumpriram a punição na partida do dia 19 deste mês, contra o Coritiba (PR). A diretoria Alvinegra foi informada pelo árbitro do clássico, Wilton Pereira Sampaio, mas os dirigentes garantiram que os atletas tinham condições de jogo.

Veja o que o árbitro escreveu na súmula:

“Na imputação dos nomes dos atletas na súmula eletrônica antes do início da partida, constou que dois atletas do Botafogo (número 7 e 33) estariam impedidos de jogar por uma pendência no STJD. Deixamos o Botafogo FR ciente, mas o diretor do Botafogo, Sr. Adriano Polares, assumiu a responsabilidade e fez uma declaração de próprio punho conforme em anexo na súmula”.

Em 2013, André Santos, do Flamengo, e Hevérton, da Portuguesa, haviam sido suspensos por um jogo no dia 5 de dezembro, dois dias antes da última rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, no BID da CBF, que informa quais atletas estão aptos a jogar, afirmava que os dois jogadores não estavam suspensos e poderiam entrar em campo.

Fonte: FutRio

Comentários