A manhã de quinta-feira foi movimentada no Fluminense após a derrota para o Botafogo em Curiacica (ES). O clube, que faz mistério em relação à permanência do técnico Eduardo Baptista, sobre quem não se pronunciou ainda oficialmente, anunciou a demissão do vice de futebol Mário Bittencourt. Além do dirigente, foi afastado, por 30 dias, o diretor de futebol Fernando Simone, que não responderá mais pelo departamento. Ainda não está claro se Bittencourt continuará prestando serviços ao Fluminense como advogado.

A situação do treinador Eduardo Baptista é incerta. Ele não voltou ao Rio de Janeiro com o time porque foi liberado, segundo informações no clube, para resolver assuntos particulares. Baptista seguiu na manhã desta quinta para Paulínia, no interior de São Paulo, onde mora sua família. Circula a informação de que ele teria sido demitido por Bittencourt, ainda no Espírito Santo. E que o dirigente caiu em seguida, por ter tomado a decisão sem consultar antes o presidente Peter Siemsen.

Na violta ao Rio, o atacante Fred disse não saber nada sobre Eduardo Baptista e sugeriu aos repórteres que perguntassem ao técnico ou ao presidente do clube. O atacante admitiu, porém, que o clube vive “uma pequena crise”.

BITTENCOURT ESTAVA COM AMBIENTE RUIM

O ambiente de Mário Bittencourt no Fluminense começou a piorar no fim de 2015. Ele havia ganhado força após o Campeonato Brasileiro de 2013. Diretor jurídico à época, o advogado foi figura marcante no julgamento que livrou o clube do rebaixamento naquele ano. A Portuguesa acabou condenada à Série B devido à escalação irregular do meia Héverton. Em maio de 2014, Bittencourt assumiu a vice-presidência de futebol.

Os amplos poderes de Bittencourt no departamento passaram a ser questionados após a campanha irregular no Brasileiro de 2015. O então vice de futebol capitaneou a contratação de Ronaldinho Gaúcho, cuja passagem se revelaria frustrante dentro e fora de campo. O desempenho tricolor seguiu instável após a chegada de Eduardo Baptista, em setembro de 2015. O treinador acumulou 13 derrotas em 26 jogos à frente do Fluminense.

A NOTA OFICIAL DO CLUBE:

O Fluminense comunica o desligamento do Sr. Mário Bittencourt da vice-presidência de Futebol. O clube aproveita para agradecer pelo trabalho desenvolvido durante o período em que o dirigente esteve no cargo.

O diretor de Futebol Fernando Simone ficará afastado do clube por 30 dias. O profissional não responde mais pelo departamento de Futebol.

Fonte: O Globo Online