AlĂ©m da polĂŞmica com o pĂŞnalti marcado com auxĂ­lio do VAR na derrota para o Palmeiras por 1 a 0, no ManĂ© Garrincha, em BrasĂ­lia, o Botafogo tambĂ©m sofreu com a prepotĂŞncia do árbitro Paulo Roberto Alves JĂşnior. O juiz distribuiu ao todo 11 cartões amarelos – todos eles para o Alvinegro.

E com um detalhe ainda mais perturbador: o Botafogo cometeu apenas 13 faltas no jogo todo. O Palmeiras, por sua vez, cometeu 19 faltas, mas nenhum jogador recebeu cartão. A curiosidade foi observada pelo repórter Edgard Maciel de Sá, do Globoesporte.com.

Foram amarelados João Paulo, Gilson, Leo Valencia, Gustavo Bochecha (que estava no banco de reservas), Fernando, Gabriel, Gatito Fernández, Cícero, Diego Souza, Gustavo Ferrareis e até o preparador de goleiros Flávio Tênius. O Twitter do Botafogo até brincou com a situação, em tom de ironia:

Após o jogo, o zagueiro Gabriel reclamou muito do árbitro, relatando ameaças de Paulo Roberto durante o jogo. O Botafogo prometeu entrar na segunda-feira com uma representação junto à CBF contra o juiz do jogo.

Fonte: Redação FogãoNET