Análise: Botafogo vence mais uma na Copinha com Léo Pedro pedindo passagem no time titular

8 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Análise: Botafogo vence mais uma na Copinha com Léo Pedro pedindo passagem no time titular
Henrique Lima/BFR

O Botafogo terminou a primeira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior com 100% de aproveitamento. A equipe garantiu o primeiro lugar do Grupo 19 com três vitórias, oito gols marcados e apenas um sofrido. Na manhã de segunda-feira, o Glorioso bateu o Grêmio São-Carlense por 3 a 1 no Estádio Luisão. Com dois gols marcados, o atacante Léo Pedro foi o nome do jogo e deve dar uma dor de cabeça boa para o treinador Thiago de Camillis escalar a equipe para a sequência do campeonato.

Com o time já classificado, a rodada final da primeira fase serviu para o técnico rodar o grupo, descansar titulares e testar novos jogadores. Chance de ouro para alguns atletas que vêm mostrando bom desempenho saindo do banco de reservas provarem que merecem uma chance como titular. João Felipe, Rhuan Lucas, Antônio Villa e Léo Pedro já fizeram bons jogos na competição. Entre eles, Léo Pedro é o destaque com participações em gols, dribles e arrancadas que impressionaram nas duas primeiras rodadas. O atacante de 20 anos é mais um jogador oriundo do Resende.

E Léo aproveitou bem a chance. Logo aos nove minutos de jogo, abriu o placar mostrando também uma boa técnica de finalização. O gol nasceu de um ótimo contra-ataque alvinegro, com participações importantes de João Felipe, Rafael Lobato e Iago Renato. Em 14 segundos e 11 toques na bola, o Botafogo encaixou a transição em velocidade a partir de bons passes e acertos nas decisões. Fundamental destacar ainda o trabalho defensivo de Antônio Villa, responsável pelo desarme que iniciou a jogada.

João Felipe e Rhuan Lucas apareceram bem no trabalho de distribuição do jogo no meio-campo. A dupla mostrou personalidade para executar a saída de bola com firmeza e boa visão de jogo para encontrar soluções criativas. João acertou todos os 22 passes que tentou no primeiro tempo, enquanto Rhuan errou apenas dois em 23 tentativas.

Sem o mesmo nível de acerto nos passes, Igor França também foi um personagem do jogo. De longe, foi o jogador com mais ações com a bola nos primeiros 45 minutos. Foram 132 ações – o segundo mais participativo foi João Felipe, com 75. O lateral foi quem mais acertou e errou passes na primeira etapa, com 24 acertos e oito erros, e fez um bom trabalho na saída de bola com três inversões de jogo. Ainda acertou dois cruzamentos, um deles para Léo Pedro marcar seu segundo gol antes do intervalo. O Botafogo havia acertado apenas cinco cruzamentos em 39 tentativas nos dois jogos anteriores.

Uma fragilidade que a equipe voltou a apresentar foi a defesa de bolas aéreas. Depois de ceder algumas chances em cruzamentos na última sexta-feira, o sistema defensivo alvinegro mais uma vez permitiu que o adversário criasse chances de gol a partir de bolas paradas. O Grêmio São-Carlense empatou o jogo aos 32 minutos, em um levantamento mal afastado pela defesa com um corte para a entrada da área. Apesar de ter a visão encoberta, o goleiro Lucas Barreto poderia ter reagido mais rápido para alcançar a bola.

O Botafogo voltou com Fabiano no lugar de Antônio Villa. O jogador de apenas 16 anos foi o artilheiro do time sub-17 com 14 gols em 2022 e já foi convocado para a Seleção Brasileira da categoria. A jóia da base se destaca pelo seu porte físico, sua visão de jogo e batida na bola. Fabiano entrou aberto pelo lado esquerdo do ataque, deslocando Léo Pedro para a função de centroavante e Iago Renato recuado como um segundo atacante.

Com a vantagem na etapa final, o Alvinegro tentou manter o jogo sob controle, mas teve menos a bola e viu o adversário finalizar mais. A qualidade no passe caiu e o time passou a errar com frequência em zonas perigosas na saída de bola. Na reta final do jogo, Thiago de Camillis mexeu na equipe colocando jogadores considerados titulares. O lateral-esquerdo Jefinho entrou bem no lugar de Matheus Mamute, que teve atuação muito discreta. Jhonnatha e Sapata entraram e foram testados em funções diferentes das que executaram nas duas primeiras rodadas.

O Botafogo definiu a vitória aos 41 minutos do segundo tempo. Em novo contra-ataque, Peloggia acelerou o passe, Rafael Lobato tabelou e conduziu bem até encontrar a janela para um lindo passe que encontrou Sapata dentro da área. O artilheiro alvinegro limpou o zagueiro e bateu de perna esquerda para marcar seu quarto gol na competição.

O adversário do Glorioso na segunda fase será definido na terça-feira (10), com a última rodada do Grupo 20. Red Bull Bragantino e ABC lideram a chave e são favoritos, mas Maringá e Lemense ainda disputam a segunda colocação.

Números do jogo*:

Posse de bola – BOT 48% x 52% GSC
Passes certos – BOT 303 (86%) x 340 (88%) GSC
Finalizações – BOT 13 (5 no gol) x 19 (7) GSC
Desarmes – BOT 12 x 24 GSC
Interceptações – BOT 2 x 4 GSC
Rebatidas – BOT 26 x 22 GSC
Cruzamentos – BOT 4/16 (25%) x 6/23 (26%) GSC
Lançamentos – BOT 9/25 (36%) x 12/30 (40%) GSC
Dribles – BOT 5/7 (71%) x 6/6 (100%) GSC
Perdas de posse de bola – BOT 23 x 28 GSC
Faltas – BOT 26 x 9 GSC
Cartões amarelos – BOT 4 x 1 GSC

*Footstats

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas