O horário é péssimo (sim, o jogo será às 19h para que o intervalo de 66 horas seja respeitado). Mas há um motivo suficiente para ir ao Nilton Santos logo mais contra o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro: nosso ídolo Jefferson, representante maior da Estrela Solitária neste atual elenco, estará de volta.

Jefferson está de volta (FOTO: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Jefferson vai jogar no lugar de Gatito Fernández, que levou cinco pontos no joelho esquerdo após sofrer um corte no jogo contra o Nacional-URU. Logo logo, o paraguaio estará de volta. Acho que ninguém aqui discute que, tecnicamente, não há motivos para mudanças no gol. Mas, por motivos de força maior (o ferimento no joelho), ela agora fez-se necessária.

São muitos momentos marcantes… Como esquecer a defesa do pênalti de Adriano, na “final” do Campeonato Carioca de 2010 contra o Flamengo, no Maracanã? Ou então ele enrolado na bandeira do Botafogo ao comemorar o título da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira em 2013? E aquele “aqui, não!” para Léo Rocha, que tentou cavar na disputa de pênaltis pelo Treze-PB, na Copa do Brasil? São muitos!

Jefferson é um dos 10 jogadores com mais partidas na história gloriosa do Botafogo: 429. Ele passou por duas delicadas cirurgias após uma rara lesão, vivendo o momento mais complicado de sua carreira. Então, nada mais justo do que um bom público para homenageá-lo neste domingo, contra o mistão do Atlético-MG. É hora de dar carinho ao nosso capitão!

Seja bem-vindo de volta, Jefferson!

Saudações alvinegras!