Botafogo era a favor da troca de mando com Flamengo, mas crê em veto da CBF; Alvinegro descarta divisão de público 50-50

141 comentários

Blog do Gentile

Blog do Gentile

Compartilhe

Botafogo era a favor da troca de mando com Flamengo, mas crê em veto da CBF; Alvinegro descarta divisão de público 50-50
Reprodução/Globo

O Flamengo não poderá utilizar o Maracanã por alguns jogos, e o clássico com o Botafogo ainda não tem local definido. O Rubro-negro propôs uma troca no mando, fazendo com que o duelo desta semana fosse no Nilton Santos e, o outro, em agosto, no Maracanã.

A torcida do Botafogo logo torceu o nariz para a situação somente em pensar em ajudar o rival, mas a diretoria pensa diferente. Mais que isso. O Alvinegro entende que seria boa a inversão nesse momento. Segundo apuração do FogãoNET, o clube acredita que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deverá vetar a troca.

É que em caso de aprovação, a CBF abriria um precedente importante para novos pedidos, o que poderia gerar uma grande confusão no calendário. Vale lembrar que o Palmeiras também ficou sem seu estádio e mandou clássico com Corinthians em Barueri.

Por que o Botafogo gostaria da troca?

O Botafogo entende que uma troca de mando seria benéfica para os dois times. O Flamengo, por motivos óbvios após ficar sem campo para mandar o clássico. O Alvinegro conta com alguns argumentos para justificar a situação.

De cara o time teria quatro jogos seguidos no Rio de Janeiro: Juventude, Flamengo, Ceilândia e Fortaleza. Após três duelos seguidos fora de casa, não precisar pegar avião neste momento é algo que agrada bastante.

Além disso, o momento do Botafogo na temporada é visto como fundamental. A torcida está empolgada e lotando o Nilton Santos em todas as possibilidades. Sendo assim, receber o clássico com o Flamengo, na semana que vem, é certeza de arquibancadas lotadas.

Por fim, o Botafogo ainda entende que é melhor encarar o Flamengo no Maracanã após a segunda janela de transferências, quando, teoricamente, o elenco estará ainda mais reforçado e com presença de medalhões.

O Botafogo jamais trabalhou com a possibilidade de o público ser 50-50. O jogo do Nilton Santos será 90-10 semana que vem ou em agosto, assim como no Maracanã.

Por mais que a decisão da inversão possa parecer uma cessão ao maior rival, o Botafogo apresenta argumentos favoráveis. A torcida alvinegra, claro, está calejada em ser tratada com desdém pelo próprio clube nos últimos anos, mas a situação de momento parece ser bem diferente.

Notícias relacionadas