À parte da XP, proposta de R$ 700 milhões pela SAF do Botafogo já está com presidente Durcesio; diretoria analisa oferta de investidor estrangeiro

72 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

Estádio Nilton Santos, casa do Botafogo
Carlos Eduardo Sangenetto/FogãoNET

As redes sociais alvinegras ficaram um alvoroço na tarde desta quinta-feira (23/12) por conta da notícia dada pelo jornalista André Rizek de que o Botafogo estaria 99% vendido para um investidor. De fato a SAF alvinegra está muito bem encaminhada e a decisão está nas mãos do presidente Durcesio Mello.

Segundo fontes consultadas pelo Boletim do C.E, uma proposta de aproximadamente R$ 700 milhões surgiu de forma oficial nos últimos dias à parte da parceria com a XP Investimentos. Esta oferta teria sido conseguida sob a liderança de Gustavo Almeida Magalhães, nome que sucedeu Laércio Paiva no plano inicial da Botafogo S.A, apresentado antes da pandemia do novo coronavírus.

As tratativas com o investidor, que é estrangeiro e tem experiência na esfera esportiva, começaram há dez meses, mas no último trimestre de 2021 amadureceram. Tudo sob sigilo e, principalmente, sem os holofotes depois da parceria firmada com a XP no fim de outubro. Caso sejam aprovados internamente, representantes do grupo se reuniriam em breve com a diretoria alvinegra para apresentação de garantias bancárias e uma possível assinatura de contrato.

Procurado pela coluna do FogãoNET para comentar a proposta estrangeira antes da publicação da matéria, o presidente Durcesio Mello não retornou às ligações da reportagem para confirmar a oferta.

Banner de natal da loja do FogãoNET e Estilo Piti

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas