Adeus de Loco Abreu faz 1 ano e ele não esquece Botafogo

Compartilhe:

Em 6 de julho do ano passado, enquanto Seedorf chegava, Loco Abreu, em entrevista coletiva, se despedia. Um ano se passou e, desde então, o camisa 13 atuou por Figueirense e Nacional (URU), atual clube dele. Mas sem esquecer o Botafogo. Por sua vez, o clube também não encontrou um novo ídolo para o ataque e há quem ainda pense no uruguaio. Em números, Loco deixou saudade, sentimento que o jogador também tem.

Contratado em janeiro de 2010, Abreu deixou o Botafogo com 63 gols em 107 jogos, média de 0,59. Após a saída, muitos foram os atacantes que surgiram, mas nenhum se identificou tanto com o Alvinegro e fez gols como o uruguaio, que hoje é um fiel torcedor.

– É lógico que o Abreu vê os jogos do Botafogo. Ele é torcedor e segue em contato com as pessoas do clube para saber como estão os jogadores e torcida. Ele jamais esquecerá de um clube que fez tão bem a ele – destacou o agente e amigo de El Loco, Jorge Chijane, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net.

Ao longo do primeiro ano sem Abreu, o atacante que mais marcou e de melhor média pelo Glorioso foi Elkeson, hoje no Guangzhou Evergrande (CHN), com 11 gols feitos em 29 partidas, média de 0,38.

Atualmente com 36 anos, Abreu saiu do Botafogo – inicialmente por empréstimo – por divergências com o técnico Oswaldo de Oliveira. Já no fim de 2012, cobrou para rescindir o contrato com o Alvinegro e recebeu R$ 1,8 milhão, criando atrito no clube. Porém, no coração de Loco, só sobraram as histórias de amor com o Glorioso.

– Ele tem as lembranças do clube em casa. O carinho pelo Botafogo nunca mudará – disse Chijane.

LOCO SONHA COM VOLTA AO BRASIL

Atualmente, Loco Abreu está afastado do elenco do Nacional (URU) e pode deixar o clube. Há interessados do futebol mexicano e até o retorno ao futebol brasileiro é uma ideia sedutora para o atacante, que ainda sonha com a Copa de 2014.

– Ele adoraria jogar novamente no Brasil. Evidentemente, a identificação com o Botafogo existe, mas ele é profissional – disse o empresário do jogador, Jorge Chijane, que fez apenas uma ressalva sobre o assunto.

– Agora, ele jogar em outro clube do Rio de Janeiro, aí é complicado – comentou.

Em setembro de 2010, Abreu colocou o símbolo do Botafogo na camisa que ele chama de “segunda pele”, onde tem costuradas as imagens daquilo que considera mais valioso na vida. O atacante joga com a “segunda pele” por baixo da camisa do clube que defende e o escudo do Glorioso segue lá.

– O símbolo está no mesmo lugar. E isso também não vai mudar – falou Chijane.

ABREU E LODEIRO: PARCERIA

Loco Abreu segue com diversos amigos no Botafogo e são muitos os contatos com o compatriota Lodeiro. Ambos foram companheiros na seleção uruguaia durante a Copa do Mundo de 2010 e na Copa América de 2011, criando laços fortes.

– Abreu se comunica muito com o Lodeiro. Eles são amigos, se falam por telefone e internet. Com certeza conversam sobre o Botafogo. Abreu acompanha muito o Lodeiro – disse o agente Jorge Chijane.

Curiosamente, Lodeiro acertou com o Botafogo no fim de julho do ano passado e não chegou a trabalhar com Loco Abreu no Glorioso.

Na seleção uruguaia, Loco comentou publicamente sobre o Botafogo em diversas ocasiões e sempre fez elogios ao clube, demonstrando carinho com a torcida.

Fonte: Lancenet!

Comentários