JEFFERSON: 5,0
Quase não fez defesas. Nos gols, as bolas eram difíceis, mas poderia ter pulado

LUIS RICARDO: 5,5
Parece com mais personalidade e mais solto que antes, mas ainda não está no nível ideal. Foi voluntarioso

CARLI: 6,0
Firme na marcação e na bola aérea, anulou Roger sem dificuldades

IGOR RABELLO: 6,5
Foi bem na zaga e perigoso no ataque

GILSON: 5,5
Correu e lutou bastante, mas pareceu bobear no segundo gol

RODRIGO LINDOSO: 5,5
Discreto, limitou-se a marcar e tocar para o lado, sem forçar

MATHEUS FERNANDES: 6,5
Muita personalidade, boa marcação, desarmes e saída de jogo. Voltou bem

JOÃO PEDRO: 4,0
Apagado, participou pouco e nada criou

LEO VALENCIA: 5,5
Com a bola rolando, teve dificuldades para criar jogadas. Na bola parada foi perigoso

EZEQUIEL: 4,5
Ciscou, correu, mas pouco produziu. Não justificou a escolha

KIEZA: 4,5
Passou o jogo todo lutando com os adversários e com a bola. Não foi bem

RODRIGO PIMPÃO: 7,5
Entrou e mudou a cara do Botafogo. Com personalidade, partiu para cima, finalizou, cruzou e foi perigoso

AGUIRRE: 5,0
Apareceu mais pela pancada que deu em Romero do que pelo futebol. Apagado

LUIZ FERNANDO: sem nota
Pouco tempo para atuar

MARCOS PAQUETÁ: 5,0
Errou na escalação, mas melhorou o time no segundo tempo. Equipe mostrou qualidade e padrão de jogo, mesmo fora de casa

Fonte: Redação FogãoNET