JEFFERSON: 6,5
Defesas seguras, broncas na zaga e boas saídas com o pé.

LUIS RICARDO: 6,5
Errou alguns lances, mas não se omitiu em momento algum, correu e deu opção o jogo todo.

CARLI: 6,0
Teve atuação segura. Sofreu apenas na velocidade e levou o terceiro cartão em lance que sequer houve falta.

EMERSON SILVA: 7,0
Foi firme na defesa e perigoso no ataque, ganhando tudo pelo alto. Poderia ter feito um gol

DIOGO BARBOSA: 6,5
Foi válvula de escape da equipe, com saídas em velocidade pela esquerda. Abriu espaços

RODRIGO LINDOSO: 7,5
Lucidez e bons passes no meio. Ajudou na marcação e na organização, além de marcar o gol de pênalti da vitória

FERNANDES: 6,0
Vinha com boa atuação e passes conscientes, até que se machucou ainda no primeiro tempo

OCTÁVIO: 3,0
Atuação para se esquecer. Aberto pelo lado direito, errou praticamente tudo que tentou

GEGÊ: 5,0
Sua pior atuação recente. Não marcou, não criou, não deu assistências e não finalizou. Apagado

SALGUEIRO: 7,0
Chamou o jogo o tempo todo, mostrou qualidade, mandou bola na trave e não desistiu

RIBAMAR: 7,0
Muita briga na frente, bem no pivô. Isolado no primeiro tempo, ganhou companhia no segundo e ajudou

DIERSON: 5,5
Sofreu para marcar Almir. Correu bastante, mas foi mal com a bola no pé. Destaque negativo para conclusão de esquerda, da meia-lua, longe do gol

LUIS HENRIQUE: 7,0
Entrou e mudou a cara do jogo, dando opção de velocidade e finalizando. Pecou por ser “fominha” demais. Sofreu o pênalti decisivo

NEILTON: 6,5
Colocou correria e ofensividade no time. Sem ser decisivo, participou de algumas boas jogadas

RICARDO GOMES: 7,0
Seu elenco é limitado. Com o time cheio de desfalques, fez muito em conseguir a vitória

Fonte: Redação FogãoNET