Na noite da última segunda-feira, o Botafogo disponibilizou em seu site as demonstrações financeiras de 2018. Nos documentos, é possível ter uma noção melhor do sufoco financeiro vivido pelo clube, que teve um déficit de R$ 17,2 milhões no ano passado e chegou a falar em ”aporte de recursos financeiros”.

Os números são alarmantes muito pela comparação quanto ao balanço do clube de 2017, quando foi externado um superávit de R$ 53 milhões, o que representou o terceiro melhor resultado operacional do país, atrás apenas dos R$ 159 milhões do Flamengo e dos R$ 57 milhões do Palmeiras, à época.

No parecer do Conselho Fiscal, há explicações para as reduções de receitas:

– De acordo com os Relatórios da Administração, essa redução da Receita foi causada da não classificação do clube nas competições da Copa do Brasil (eliminado na 1ª fase) e Copa Libertadores de 2018, reduzindo as receitas de Cotas de participação (76%), Programa Sócio Torcedor (29%) e bilheteria (69%).

Outro ponto a ser destacado para fins de comparação com o exercício de 2017, o clube recebeu valores de Luvas pela renovação dos contratos de transmissão, o que não ocorreu em 2018, gerando maior desequilíbrio no exercício sob análise – diz parte do comunicado (veja todos os arquivos na íntegra aqui).

Fonte: Terra