Batistão pode receber só 13 mil e põe preços a R$ 50

Compartilhe:

O Estádio Lourival Baptista vai completar 44 anos de sua fundação no dia 10 de julho. Antes, nesta quarta-feira, escreverá mais um capítulo de sua história, quando Bahia e Botafogo se enfrentarem pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Será o último jogo no local antes de seu fechamento para uma ampla reforma, orçada em R$ 15 milhões e com duração prevista de 18 meses.

Engenheiros responsáveis pela obra já circulam pelo estádio e tomarão conta definitivamente no local na quinta-feira, dia seguinte ao jogo. O administrador Orliandes Barros, de 59 anos, dedicou 28 de sua vida ao local. Torcedor de Sergipe e Vasco, ele está feliz com o até breve do Batistão.

– Estamos com um senhor na UTI. São 44 anos, e ele precisa ser modernizado. Vivi muita coisa aqui, estive no jogo de inauguração. Acho que nem conseguiram calcular o público. Foi uma grande festa no jogo da seleção de Sergipe contra a seleção brasileira, com Pelé e tudo – comentou Orliandes, referindo-se à goleada de 8 a 2 aplicada pelo Brasil, que tem um registro de público de 45.058 pagantes.

Clique e confira galeria de fotos do Batistão

Estádio Batistão (Foto: Thales Soares)Batistão pode receber até 13.500 pessoas nesta quarta-feira (Foto: Thales Soares)

Para o jogo desta quarta-feira, o estádio terá muito menos gente. A venda de ingressos começou nesta terça, e apenas 13.500 estão à venda. Os de arquibancada custam R$ 50, e de cadeira, R$ 100. A expectativa é de um bom público, já que há grandes torcidas dos dois clubes na cidade.

Em frente às bilheterias, bandeiras e camisas de vários clubes estão à venda, com destaque para o Botafogo, incluindo a 13 de Loco Abreu, que deixou o clube no fim do ano passado. Uma feira livre compõe o cenário ao lado de um estádio que realmente precisa de reformas.

Apesar de alguns problemas estruturais, o gramado aparenta estar em boas condições. Os refletores foram instalados em 2006 e serão utilizados na quarta-feira, já que o jogo está marcado para as 22h (de Brasília). Os bancos de reservas são rústicos, mas os acessos para os torcedores parecem confortáveis, até mesmo com entrada e banheiros para cadeirantes.

Inicialmente, o último jogo do estádio antes da reforma seria a final do Campeonato Sergipano, conquistado pelo Sergipe. Mas houve um acordo entre o governo e a empresa vencedora da licitação para que a entrega fosse adiada em uma semana para que o Sergipe pudesse fazer sua estreia pela Série D e o Bahia mandasse seu jogo contra o Botafogo – que a pribncípio estava marcado para o Joia da Princesa, em Feira de Santana.

A reforma aumentará a capacidade de público. A arquibancada terá cadeiras em todos os assentos, e haverá uma nova área denominada cadeira especial. Haverá mudanças também nos refletores e cabines de transmissão, além dos serviços destinados aos jogadores, como vestiários e banco de reservas.

Nesta quarta-feira, a divisão das torcidas será feita por um cordão de policiamento. Os botafoguenses de Sergipe promovem um encontro no sábado em um clube de Aracaju, o que pode atrair ainda mais público para o jogo na cidade.

– A gente espera que a torcida faça uma grande festa. Não podemos fazer nada especial para o Botafogo, afinal o mando de campo é do Bahia. Foram eles que solicitaram o estádio – explicou Orliandes.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários