O Botafogo e a Prefeitura do Rio formalizaram nesta terça-feira a prorrogação do contrato de concessão do Estádio Nilton Santos.O acerto entre as partes estica a gestão alvinegra para abril de 2031. Inicialmente, o contrato iria até 2027.

O aditivo foi assinado em cerimônia no Palácio da Cidade, sede do governo municipal, com presença do prefeito Marcelo Crivella e do presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej.

– O Botafogo tem cuidado do nosso estádio de maneira impecável – sentenciou Crivella.

A negociação alvinegra junto ao poder público teve como argumento o período em que o clube ficou sem o estádio, tanto por causa dos problemas estruturais na cobertura ou por causa das intervenções necessárias visando aos Jogos Olímpicos Rio-2016.

– Esse aditivo representa um acerto de contas com o Botafogo. É um pleito. O Botafogo ficou sem uso durante quase quatro anos por causa das obras. Desde o fim de 2016 isso vem sendo pleiteado. Esse processo estava para lá e para cá. O prefeito disse que estava na hora de resolver isso – disse o subsecretário de Patrimônio Imobiliário, Marcus Vinícius Belarmino.

O contrato se mantém nos mesmos moldes estabelecidos no acordo inicial, firmado em 2007.

– É uma honra para o Botafogo. Sempre temos a presença do prefeito. Quando ele não vai, ficamos nervosos. Ele chega e o Botafogo ganha. Estamos honrados por essa prorrogação da concessão – disse Mufarrej.

O curioso é que justamente nesta terça-feira o abastecimento de água do Nilton Santos amanheceu cortado. Segundo a assessoria alvinegra, no entanto, a programação de treinos não foi alterada.

Fonte: Extra Online