Falta pouco para uma definição! Os presidentes de Flamengo e Fluminense já estão reunidos com na Ferj para decidirem o local da final da Taça Guanabara entre as equipes. O presidente do Botafogo também foi chamado para participar da conversa pela possibilidade da partida acontecer no Engenhão. Um sorteio foi realizado antes da reunião e ficou definido que o Fluminense é o mandante da partida.

Na chegada, Carlos Eduardo Pereira afirmou que se a liminar que define torcida única nos clássicos não for revista não existe possibilidade do Flamengo ser o time que terá a torcida no estádio.

“Não há nenhuma chance de que tenha torcida única do Flamengo no Nilton Santos. O interessante é cumprir regulamento e se o Estado diz que pode jogar no Maracanã, que seja cumprido o regulamento”, afirmou. Mas o problema do mandatário botafoguense é somente com o Fla. Se for torcida única do Fluminense, ele disse: “Com todo o prazer”, pontuou.

O presidente botafoguense ainda questionou o fato do Maracanã ser utilizado três dias depois da final pelo Flamengo, contra o San Lorenzo, pela Libertadores. “Viemos defender o regulamento, que diz que a final deve ser no Maracanã. Se dá pra jogar na quarta-feira, imagino que domingo também”, disse.

Já o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, afirmou que acredita que a partida será disputada no Engenhão e espera que seja com torcida mista.

“Se o Gepe achar que não dá para o jogo ser no Maracanã, vamos tentar buscar a partida no Nilton Santos. Não vamos entrar em confronto, mas acho que a torcida já mostrou que consegue realizar clássicos com torcida mista”, disse.

Fonte: O Dia Online