Sobre o jogador Camilo, que estava com os salários acertados com o clube, o dirigente disse que a negociação esfriou. Antônio Carlos Azeredo explicou que o empresário do jogador não avisou que Camilo tem contrato até 2016 com a Chapecoense, e isso atrapalhou o acerto com o atleta.

“Na hora que trouxemos o jogador para conversar, o empresário não disse que ele tinha contrato até o final de 2016, a gente achou que ele estava livre. Agora a Chapecoense pediu cerca de 2 milhões de reais. Fica difícil para nós, estamos passando por uma situação financeira muito complicada, a gente não tem desse valor para comprar o jogador dessa altura. Diante dessa pedida, o jogador está praticamente descartado. Está muito difícil contratar no mercado nacional, não tem mercadoria.”

Fonte: Site da Rádio Tupi