Com o acesso de volta para a Série A do Campeonato Brasileiro já garantido, o Botafogo conseguiu mais tranquilidade para começar a planejar o ano de 2016. No entanto, a montagem de um elenco visando a próxima temporada não tem sido uma tarefa fácil para os cartolas alvinegros, a começar pela renovação de contrato de alguns atletas. Os jogadores do atual elenco esperam uma valorização financeira após a classificação para a primeira divisão nacional.

Segundo informações, a maioria dos jogadores procurados pede 100% de aumento no salário para permanecer em General Severiano, o que dificultaria o planejamento da diretoria, já que o orçamento planejado é de R$3 milhões mensais e o desejo é de contar com três ou quatro atletas, que seriam considerados os pilares do time, com salários em torno de R$250 mil.

Com relação aos atletas estrangeiros que entraram em pauta, os valores também vem dificultando as negociações, já que minimamente R$120 mil é a pedida salarial, fora outros vencimentos. O caso mais recente é o de Julián Benítez, do Guarani-PAR. Um fator que poderia travar o negócio é uma suposta dívida do Botafogo com o paraguaio Pablo Zeballos, ex-jogador alvinegro, empresariado pelo mesmo agente de Benítez. O empresário garante que existe esta pendência e neste momento não tem interesse em negociar com o time de General Severiano.

Fonte: Site da Rádio Tupi