Rebaixado para a segunda divisão com uma rodada de antecedência, Vagner Mancini espera uma reunião com a diretoria para decidir seu futuro. O treinador, que chegou ao Botafogo no início do ano, está há seis meses sem receber seus direitos de imagem, que representam 75% do montante mensal. Sem saber o que vai acontecer, o técnico já enxerga a Justiça como talvez a única possibilidade de ter seus pagamentos em dia.

O comandante do alvinegro do Rio de Janeiro diz que vai esperar o final do seu contrato para decidir o que vai fazer sobre o assunto.

“Acho que sim (a Justiça é um caminho). Todo mundo que está no Botafogo sabe disso”, afirmou.

“Meu contrato está em vigência. Acho que a Justiça pode ser o caminho, mas pode ser que até o fim do contrato os atrasados sejam quitados. Não sei ainda. Tenho de esperar. Mas se eles não forem pagos até lá, a gente vai ter de partir para a Justiça, sim”, completou.

Mancini participou de um evento nesta segunda-feira, com outros colegas da profissão. O primeiro Fórum Brasil de Treinadores, organizado pelo sindicato nacional, está sendo realizado em Itu, no interior de São Paulo, e conta com a presença de técnicos renomados, como Muricy Ramalho, Carlos Alberto Parreira, Dorival Júnior, Emerson Leão, Alexandre Galo, entre outros.

Fonte: ESPN.com.br