Antes de a temporada começar, uma dúvida pairava sobre o Botafogo: como Camilo e Montillo jogariam juntos? Esperava-se que essa dúvida fosse resolvida em pouco tempo, quando ambos passassem a entrar em campo lado a lado com mais frequência. Entretanto, mais de um mês depois do início dos jogos, ambos ainda passaram pouco tempo simultaneamente em campo.

Até o momento, após nove jogos disputados pelo Alvinegro em 2017, ambos só jogaram juntos em dois — e em um deles, o primeiro confronto contra o Olímpia, o argentino saiu aos 13 minutos da etapa inicial. No total, foram 89 minutos com os dois em campo ao longo de toda a temporada.

Os motivos variam: no início da temporada, a convocação de Camilo para a seleção brasileira impediu que ele atuasse na estreia do clube no Estadual, contra o Madureira. Em seguida, Camilo sentiu dores antes da segunda partida contra o Colo-Colo, no Chile. No primeiro jogo contra o Olimpia, eles ficaram em campo por menos de 15 minutos, até a saída do argentino com dores na panturrilha. A lesão também o tirou do jogo de volta, em Assunção, no Paraguai.

Mesmo sem os dois, o Botafogo conseguiu se classificar nas duas ocasiões. Com eles, o desempenho tem tudo para ser ainda melhor.

Fonte: Extra Online