Era um dos últimos ataques do Botafogo. Já dentro da área, Guilherme ganhou na velocidade de Renato Chaves e caiu. Os jogadores foram para cima do árbitro que, no entanto, não hesitou em marcar simulação do atacante alvinegro. Mas o atleta diz ter sido tocado.

– Na hora do movimento, eu dei o tapa e ele me calçou. Para mim foi pênalti – disse o atacante na saída do gramado. Pouco depois de ser afastado do próprio zagueiro do Fluminense envolvido na jogada. Renato Chaves era o mais exaltado, após o apito final, e Guilherme explica a confusão:

– O zagueiro, que agora esqueci o nome – o número 4 deles – foi falar basteira no lance do pênalti. Falei para ele manter a tranquilidade (após o jogo). O pessoal do Fluminense mesmo falou que ele é meio esquentado. Mas para mim já morreu. O que acontece em campo, fica no campo – minimizou.

Opção frequente de Jair Ventura, Guilherme não conseguiu fazer o primeiro gol pelo Glorioso ainda. Sobre o jogo desta quinta-feira, o atacante completou explicando como a equipe deixou a vantagem de dois gols virar derrota.

– Fizemos um grande primeiro tempo. No segundo tempo, eles vieram para atacar, foram felizes, mas passou. Domingo temos mais um jogo importante e precisamos vencer – concluiu.

Fonte: Terra