O Botafogo terá de enfrentar mais um problema na Justiça. Após perder Willian Arão, é a vez de Henrique Almeida acionar o clube na Justiça do Trabalho. Desta vez, a cobrança recai sobre pendências salarial, de premiação e FGTS. O jogador acionou 24ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro e aguarda uma resposta sobre o pedido para encerrar o seu contrato com o Glorioso.

— Estou exercendo um direito meu, de cidadão e trabalhador. São 28 meses de fundo de garantia, além de salários atrasados, 13º, férias e luvas. No momento aguardo uma decisão da 24ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, para que então me manifeste sobre meu futuro — disse o jogador por meio de nota.

Desde 2013 em General Severiano, o jogador ainda avaliou sua passagem pelo clube:

— Muitos avaliam minha passagem no Alvinegro como ruim ou regular, mas apesar da mudança de técnicos, e até de diretoria, nunca tive uma sequência de partidas e nem por isso deixei de honrar essa camisa — avaliou.

Henrique cobra mais de R$ 400 mil em direitos não recebidos. Em função da pendência, o atacante, destaque do Coritiba durante a Série A do Brasileiro de 2015, com 12 gols, atrasou sua reapresentação após conversa com seus representantes.

Após o empréstimo ao Coritiba, o Botafogo ofereceu Henrique a diversos clubes. O Glorioso ainda possui uma dívida com o São Paulo, de R$ 1,5 milhão, pela compra do atacante, em 2013. A negociação de Henrique ajudaria a sanar as pendências.

O Botafogo, por sua vez, aguarda a apresentação de Henrique.

Fonte: Extra Online