O atacante Jobson, que atualmente defende o Al Ittihad, da Arábia Saudita, foi suspenso por quatro anos pelo Comitê Antidoping do país após ter se recusado a realizar um exame no dia 25 de março deste ano.

A nova punição – o atacante já foi pego no doping duas vezes em 2009 – foi publicada no site do Comitê.

No comunicado, o órgão explica que tentou fazer contato com o jogador por meio do seu clube, primeiramente. Depois, por contato por telefone e por último pessoalmente e Jobson não foi encontrado em nenhuma das três tentativas, além de ter faltado a duas audiências, nos dias 8 e 15 de abril.

O Comitê diz que o atacante não poderá jogar futebol por quatro anos na Arábia Saudita e fora do país também. Jobson tem 14 dias para contestar a punição.

O jogador foi suspenso por consumo de crack após testar positivo em dois exames antidoping durante o Campeonato Brasileiro de 2009. No total, ele ficou fora 13 meses sem atuar. Jobson está no Al Ittihad, da Arábia Saudita, desde 2013.

Fonte: UOL