Ceará encerrou nesta quinta-feira a novela envolvendo Leandro Carvalho. O clube chegou a um acordo com o Botafogo e acertou a compra de 40% dos direitos econômicos do atacante por R$ 3 milhões. Pesou no acordo a vontade do jogador em voltar para o Ceará, onde jogou em duas oportunidades e tem identificação com a torcida. Ele tinha também uma proposta do futebol da Ásia, mas que não avançou.

Já era certo que o futuro de Leandro Carvalho não seria no Botafogo. Ele teve poucas oportunidades com Zé Ricardo e fez apenas cinco jogos, sendo apenas um como titular. Não convenceu e teria pouco espaço no decorrer da temporada. Por outro lado, o clube via no atacante uma oportunidade de fazer dinheiro em caixa. Por isso o Ceará abriu a negociação para o retorno do jogador de 23 anos no início da semana.

No ano passado, Leandro foi emprestado ao Ceará para a disputa do Campeonato Brasileiro e foi fundamental para salvar o clube do rebaixamento. Marcou cinco gols em 20 jogos e caiu nas graças do técnico Lisca, com quem sempre teve boa relação. Só que ao final da temporada, com o fim do empréstimo, teve que voltar ao Botafogo, mas nunca escondeu a intenção de seguir em Fortaleza. Ainda assim, o clube carioca foi irredutível na sua volta.

Praticamente dois meses depois, o Botafogo concordou em negociar Leandro Carvalho com o Ceará. O jogador já havia defendido o clube em 2017, na conquista do acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. O Paysandu, clube que o revelou nas categorias de base, tem 50% dos seus direitos econômicos.

Fonte: Futebol Interior