Marcelo Guimarães e Mauro Sodré serão os candidatos da oposição a presidente e vice, respectivamente, nas eleições do Botafogo. Guimarães confirmou a candidatura ao EXTRA e afirmou que estava se dirigindo até General Severiano para registrar a chapa na Junta Eleitoral do clube. O prazo para a inscrição é as 17h desta terça-feira.

A oposição tentou, a princípio, encontrar um nome que unisse todas as correntes. Para isso, buscava-se alguém que não tivesse sido candidato em 2014. O primeiro nome buscado foi o de Durcésio Mello, empresário que se candidatou a vice em 2014 na chapa de Thiago Alvim. Ele, no entanto, recusou por motivos pessoais e profissionais. Em seguida, Mauro Sodré foi sondado para ser o cabeça da chapa, mas também preferiu recusar.

A busca por um candidato, então, se complicou e as correntes se dividiram. Antônio Carlos Mantuano e Marcelo Guimarães, separados dos demais grupos, começaram há cerca de dez dias a trabalhar numa candidatura própria, que culminou na chapa Guimarães/Sodré.

Devido à ruptura durante as negociações, a formação da chapa não teve o apoio de todas as correntes da oposição. A Frente Alvinegra, comandada por Vinicius Assumpção, por exemplo, declarou que não participará do pleito.

No início da tarde desta terça-feira, quando a situação ainda estava indefinida, o atual presidente Carlos Eduardo Pereira afirmou em um evento de plantação de árvores no Estádio Nilton Santos:

– Se for uma chapa única é sinal de que o quadro social do Botafogo maciçamente estará apoiando a nossa gestão, mas se houver uma chapa de oposição, será bem-vinda. Vamos promover um debate saudável, em alto nível, para que os botafoguenses fiquem esclarecidos e possam fazer suas escolhas conscientes.

CEP concorrerá como vice na eleição. O cabeça da chapa será o vice-presidente atual, Nelson Mufarrej. Pereira sempre se declarou contrário à reeleição; para este pleito, ele trocará de lugar com Mufarrej.

A eleição ocorre no sábado, 25 de novembro, em General Severiano.

Fonte: Extra Online