O presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej, vai sugerir ao presidente do Conselho Deliberativo do clube, Edson Alves Júnior, que retire da pauta da reunião do colegiado marcada para o próximo dia 25 o item que fala da nomeação de uma comissão especial para reforma do estatuto.

A proposta da criação da comissão gerou muita polêmica nos bastidores em General Severiano, com o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro tecendo diversas críticas, citando o que seria um “golpe” e temendo inclusive que os irmãos Moreira Salles desistissem de assumir o futebol do clube no futuro.

– Não é o momento para se falar de política no Botafogo. Vou sugerir ao Edson que retire o item do edital de convocação e que a questão seja avaliada futuramente, se for o caso, pois parece ter sido mal interpretada. O momento atual pede estabilidade e união, pois temos muito trabalho aqui no clube e um importante projeto junto a possíveis investidores em curso. Definitivamente, não é hora para esse tipo de discussão – afirmou Mufarrej, em declarações reproduzidas pelo repórter Fred Gomes, do Globoesporte.com.

Além das duras palavras de Montenegro – que classificou a proposta como “absurda, vergonhosa e imoral” -, grupos de oposição também publicaram mensagens reprovando a ideia, como o ex-diretor de marketing e candidato nas duas últimas eleições, Marcelo Guimarães, e a “Frente Alvinegra”.

Enquanto isso, o Botafogo aguarda os próximos passos dos irmãos Moreira Salles, que contrataram um estudo de auditoria nas contas do clube para em seguida apresentar uma proposta de gestão do futebol alvinegro. A torcida aguarda os próximos capítulos com muita expectativa.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com