O Botafogo obteve, na manhã desta segunda-feira, uma vitória importante rumo à diminuição dos problemas financeiros do clube. O Glorioso obteve, numa liminar na Justiça, a possibilidade de parcelar as dívidas atuais com a União. Deste modo, poderá receber as Certidões Negativas de Débito (CNDs).

E por que tais documentos são tão importantes? Porque a partir do pagamento da primeira parcela do acordo são desbloqueadas verbas retidas na esfera federal. No caso alvinegro, R$ 3 milhões do patrocínio da Caixa Econômica Federal, ainda do ano passado, e o patrocínio da Tim para esportes olímpicos, obtido por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Durante esse período, os times de basquete e vôlei vinham sendo pagos com a verba do futebol. Com o pagamento da primeira parcela desse acordo, as modalidades voltarão a ser autossustentáveis – os times masculinos do Botafogo estão na elite nacional de ambos os esportes.

De acordo com a apuração do LANCE!, a diretoria do Botafogo já estava ciente da iminência da decisão judicial, e deverá pagar a primeira parcela o quanto antes, acelerando o processo para recebimento dos valores.

Atualmente, o Botafogo segue sofrendo com salários atrasados. Jogadores e funcionários têm um mês de salários vencimento. Recentemente, o clube encaminhou a venda de Glauber para o futebol árabe justamente para entrar em dia com tais débitos.

Fonte: Terra