O Botafogo mais uma vez viu um ex-jogador furar a fila dos credores no Ato Trabalhista, acordo feito pelo TRT para reorganizar as dívidas. Segundo o Globoesporte.com, o ex-zagueiro Renato Silva obteve nesta semana penhora de R$ 525 mil na Justiça do Trabalho por conta do descumprimento de acordo judicial celebrado na gestão de Maurício Assumpção. A execução bloqueia o montante das cotas de transmissão que o clube tem a receber.

O advogado de Renato Silva no caso é Theotonio Chermont de Britto, o mesmo do ex-volante Túlio, que conseguiu na justiça penhorar contas pessoais de dirigentes do Botafogo.

Fonte: Globoesporte.com