O Botafogo segue sem vencer fora de casa no Campeonato Brasileiro. Na estreia do técnico Zé Ricardo, o Glorioso sofreu o empate no último lance, aos 51 minutos do segundo tempo, e ficou no 1 a 1 com o lanterna Paraná Clube, na manhã deste domingo, na Vila Capanema. No Dia dos Pais e aniversário do futebol alvinegro, um presente amargo. O Glorioso foi aos 22 pontos, ocupando momentaneamente a décima posição.

O primeiro tempo foi de muita briga, mas as melhores chances foram do Botafogo. Leo Valencia teve a primeira oportunidade, aos 13 minutos: recebeu passe de Aguirre, passou pelo goleiro, mas ficou sem ângulo e chutou no lado de fora da rede. Oito minutos depois, na jogada aérea, o Botafogo conseguiu ganhar no alto, Carli cabeceou para trás e Luis Fernando, de primeira, obrigou Richard a fazer ótima defesa.

Aos 27 minutos, cenas lamentáveis no gramado. Silvinho e Maicosuel agrediram Matheus Fernandes, que revidou com um chutinho. Foi o estopim para uma pancadaria generalizada. O árbitro escolheu um de cada lado para expulsar: Matheus Fernandes e Cléber Reis. Com mais espaço em campo, o Botafogo teve mais duas chances: Aguirre, de cabeça, parando em Richard; e Pimpão, livre, cabeceando para longe do gol.

Melhor em campo, o Botafogo começou o segundo tempo perdendo mais uma chance claríssima. Aguirre desceu pela esquerda e rolou para o meio, Luiz Fernando chegou livre escorando na linha da pequena área, mas por cima do gol. Incrível! O gol saiu mesmo foi num pênalti. Aos 25, Luiz Fernando foi calçado dentro da área por Renê Santos. Rodrigo Lindoso bateu com categoria e abriu o placar.

Nos minutos finais, o Botafogo foi tocando a bola, mas não soube esfriar o jogo e deixou o Paraná pressionar no final. E acabou tomando o empate na última bola, num lance de azar. Alex Santana arriscou de fora da área, a bola desviou em Igor Rabello e tirou as chances de defesa de Saulo.

O Glorioso volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, contra o Atlético-MG, às 16h, no Estádio Nilton Santos. Antes, porém, o Fogão enfrenta o Nacional-PAR, também em casa, na quinta-feira, tendo de superar uma desvantagem de 2 a 1 para avançar de fase na Copa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Durival de Britto
Data-Hora: 12/08/2018 – 11h
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Danilo Simon Manis (Fifa/SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Renda e público: R$ 95.680,00 / 4.831 pagantes / 5.443 presentes
Cartões amarelos: Renê Santos, Alex Santana e Richard (PAR); Rodrigo Pimpão, Marcinho, Renatinho e Jean (BOT)
Cartões vermelhos: Cleber Reis 27’/1ºT (PAR); Matheus Fernandes 27’/1ºT (BOT)
Gols: Rodrigo Lindoso 27’/2ºT (0-1) e Alex Santana 51’/2ºT (1-1)

PARANÁ: Richard; Junior, Cleber Reis, Renê Santos e Igor; Torito González, Alex Santana e Maicosuel (Rodolfo – Intervalo); Silvinho (Caio Henrique 29’/2ºT), Carlos e Rafael Grampola (Baéz 30’/1ºT) – Técnico: Rogério Micale.

BOTAFOGO: Saulo; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso e Leo Valencia (Renatinho 22’/2ºT); Rodrigo Pimpão (João Pedro 13’/2ºT), Luiz Fernando (Jean 42’/2ºT) e Aguirre – Técnico: Zé Ricardo.

Fonte: Redação FogãoNET