O Botafogo mantém otimismo para ser indenizado pela saída de Willian Arão na Justiça. O volante já foi anunciado e se apresentou ao Flamengo neste final de semana. Carlos Eduardo Pereira, presidente alvinegro, explicou a situação.

– Agora a juíza que vai ter que julgar, principalmente as condições do contrato que previam uma indenização ao Botafogo, e isso a juíza não entrou no mérito. A expectativa é essa. Ela deu a ele o direito de trabalhar, mas não tirou da gente o direito da indenização. E é o que a gente busca, não queremos o jogador de volta, mas sim sermos indenizados – afirmou CEP ao Globoesporte.com, prevendo uma demora no processo:

– (O julgamento) Não está marcado ainda, não. Deve levar uns seis meses no mínimo.

Fonte: Globoesporte.com