Apesar do vice-presidente de futebol do Botafogo Cacá Azeredo ter praticamente descartado a contratação do meia Camilo, o presidente Carlos Eduardo Pereira ainda não desistiu do jogador. A Chapecoense quer R$ 2 milhões para ceder os 50% dos direitos econômicos, mas o Alvinegro não cogita pagar esse valor.

– Estamos estudando. É uma situação ainda em aberto. As partes (jogador e Botafogo) estão interessadas – disse Carlos Eduardo Pereira ao Globoesporte.com.

Fonte: Globoesporte.com