O volante Pedro Larrea enfim chegou ao Brasil. O equatoriano desembarcou hoje no Aeroporto do Galeão e segue a General Severiano para fazer exames médicos e assinar por dois anos. Larrea chegou por volta de 9h no Rio.A nova contratação do Botafogo tem 29 anos e foi campeão da Libertadores da América em 2008 com a LUD de Quito diante do Fluminense, no Maracanã. Além do título, ele disputou a decisão do Mundial de Clubes no mesmo ano, mas o resultado foi diferente: derrota para o Manchester United de Cristiano Ronaldo por 1 a 0. Os títulos de expressão de Larrea não pararam aí: o volante também conquistou a Recopa Sul-Americana e a Copa Sul-Americana, em 2009. Em sua chegada ao Rio, Larrea foi só elogios ao novo clube.

“É uma linda oportunidade jogar num clube grande do Brasil.  Venho buscando uma possibilidade par a minha carreira e quero aproveitá-la. Espero que tudo ocorra bem e que eu possa ajudar o clube e os companheiros. A mentalidade de todo jogador que vem para uma equipe importante é essa: poder deixar um legado para a torcida, para o clube para si mesmo. Quero render bem. A torcida do Botafogo é muito importante. É uma torcida que tem muita fé, acompanha a equipe… para mim, a responsabilidade é muito grande de estar aqui”, afirmou o jogador, que também destacou suas principais características.

“Sou um volante de contenção, que recupera a bola, solidário na marcação. Quando vejo se tem possibilidade, também vou ao ataque, dependendo da circunstância da partida. A velocidade também é uma virtude importante minha.”

Em 2015, Larrea foi convocado pela primeira vez para a seleção equatoriana. O Equador, que disputou a Copa do Mundo de 2014, lidera com folga as Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial da Rússia, em 2018: venceu quatro jogos de quatro disputado e soma 12 pontos, o único 100% da competição. E o equatoriano comentou que a possibilidade de estar jogando pelo Botafogo na Série A do Campeonato Brasileiro o aproxima mais ainda das convocações do treinador Gustavo Quinteros

“É um privilégio estar na seleção. Estamos em um grande nível, fazendo grande campanha nas Eliminatórias até o momento. E a possibilidade de estar jogando no Brasil me aproxima mais ainda da seleção. Quero aproveitar a oportunidade de poder atuar bem no Botafogo e seguir jogando pelo meu país”, comentou.

Fonte: Site da Rádio Tupi