DIS veta comprar Dória e mantê-lo no Bota e dá prazo: 5ª

Compartilhe:

Não foi nesta quarta-feira que o Botafogo bateu o martelo e vendeu o zagueiro Dória para um grupo de investidores por sete milhões de euros (R$ 19,5 milhões, aproximadamente). Uma reunião de aproximadamente seis horas foi realizada com a presença de alguns dirigentes alvinegros, o empresário do defensor, Jolden Vergette, e representantes dos investidores. Mas, apesar de muita conversa, o negócio não avançou.

Quinta-feira é a data-limite estipulada pelos investidores para que o clube dê uma resposta. Por isso, outra reunião entre as partes está marcada para esta data. Caso o Alvinegro rejeite a proposta, eles irão desistir do negócio.

Durante a reunião, o Glorioso pediu para que Dória ficasse no clube mesmo após a venda, possibilidade que foi rechaçada pelos investidores, que contam com a ajuda do Grupo DIS nas conversas. A ideia deles é repassar o jogador para o Cruzeiro assim que o contrato for assinado.

O clube está muito dividido em relação ao assunto. Enquanto alguns dirigentes defendem a venda do jogador para que as pendências financeiras com o elenco sejam logo quitadas, outros membros da cúpula do Botafogo querem que ele saia apenas para clubes do exterior, com medo de que Dória brilhe por um clube considerado rival no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil.

 


Fonte: Lancenet!
Comentários