Alberto Valentim vai ter trabalho… O Botafogo fez uma de suas piores partidas na temporada, errou muito, foi atrapalhado também pela arbitragem e perdeu para o São Paulo por 3 a 2 nesta quarta-feira, no Morumbi. O Glorioso completou três partidas sem vitória, segue sem vencer fora de casa, caiu ainda mais na classificação do Campeonato Brasileiro e agora tentará a recuperação no clássico contra o Vasco, sábado, às 19h, em São Januário.

O Botafogo até começou bem, mas sofreu um susto logo no começo, com João Pedro caindo desacordado após levar um solavanco de Anderson Martins e tendo de sair de ambulância. Pouco depois, o São Paulo chegou com perigo: após passe errado de Marcinho, Nenê chutou forte e a bola explodiu no travessão. Bem postado em campo, o Glorioso saiu na frente. Rodrigo Lindoso passou para Leo Valencia, que chutou de canhota e acertou o ângulo do ex-alvinegro Sidão, aos 16 minutos: Fogão 1 a 0.

Mas a alegria alvinegra durou pouco. Dois minutos depois, o péssimo árbitro Wilton Sampaio inventou um pênalti de Igor Rabello em Everton: Nenê cobrou, Jefferson tocou nela, mas não evitou o empate. Depois disso, foi um festival de erros do Botafogo. A virada saiu aos 30: Marcos Guilherme cruzou da direita, Igor Rabello e Carli olharam e Diego Souza completou de peito.

Como se não bastasse, o São Paulo ainda poderia ter tido um jogador expulso: Jucilei deu uma cotovelada no pescoço de Matheus Fernandes, e o juiz – que é do quadro da Fifa – nem falta deu. Depois de mais um erro da arbitragem, mais um erro do Botafogo: Rodrigo Lindoso saiu jogando errado, o São Paulo saiu no contra-ataque e Everton fez o terceiro, aos 49 minutos.

Na etapa final, o Botafogo tentou reagir. Chegou perto de diminuir o placar aos nove minutos, em cabeçada de Marcos Vinicius que foi no travessão. Mas o São Paulo teve chances de transformar a vitória em goleada, o que não aconteceu graças a Jefferson. O goleiro alvinegro espalmou a bola que ainda explodiria no travessão na cobrança de falta de Nenê, aos 12, e depois fez uma defesaça à la Gordo Banks, em cabeçada à queima roupa de Diego Souza.

No final, o Botafogo deu esperanças à torcida de conquistar pelo menos um ponto na capital paulista. Já aos 37, Leo Valencia cobrou falta e Rodrigo Pimpão, que entrara três minutos antes, cabeceou no cantinho, diminuindo a vantagem do São Paulo para 3 a 2. Mas não houve tempo, e o Fogão colecionou mais uma derrota no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Morumbi
Data/Hora: 30/5/2018 – 21h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO)
Renda e público:  R$ 547.988,00 / 25.427 presentes
Cartões amarelos: Nenê e Shaylon (SAO); Marcos Vinicius, Carli e Matheus Fernandes (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Leo Valencia 16’/1ºT (0-1), Nenê 20’/1ºT (1-1), Diego Souza 30’/1ºT (2-1), Everton 49’/1ºT (3-1) e Rodrigo Pimpão 37’/2ºT (3-2)

SÃO PAULO: Sidão; Régis, Anderson Martins, Arboleda e Edimar; Jucilei, Petros e Nenê (Shaylon 17’/2ºT); Marcos Guilherme, Everton (Valdivia 37’/2ºT) e Diego Souza (Liziero 30’/2ºT) – Técnico: Diego Aguirre.

BOTAFOGO: Jefferson, Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Pimpão 34’/2ºT), Matheus Fernandes, João Pedro (Marcos Vinicius 7’/1ºT) e Leo Valencia; Luiz Fernando (Aguirre 8’/2ºT) e Kieza – Técnico: Alberto Valentim.

Fonte: Redação FogãoNET