TIM redireciona verba para projetos de cultura, e basquete do Botafogo corre risco de acabar

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

TIM redireciona verba para projetos de cultura, e basquete do Botafogo corre risco de acabar
Twitter/Consubasquet

Forte baque no basquete do Botafogo. O contrato com a TIM, que gerava mais de R$ 3 milhões por ano ao basquete, mudou por decisão da empresa após a renovação e os valores passarão a ser repassados a projetos de cultura. Campeão sul-americano e com bons resultados, o basquete alvinegro pode ser interrompido. A informação é do site “Globoesporte.com”.

O basquete custa mais de R$ 4 milhões ao ano, valor que era coberto pelo patrocínio da TIM e parceria com a Ambev. O contrato com a empresa de telefonia era via lei de incentivo.

Com o novo formato, o Botafogo não poderá investir mais a verba de TIM em esportes. Havia uma corrente interna que defendia que o dinheiro deveria ir para o futebol, uma vez que o patrocínio era no número da camisa do time profissional, ou para a base.

Com a crise, o vice-presidente de esportes olímpicos, Alexandre Brito, e o diretor de esportes, Gláucio Cruz, se desligaram de seus cargos na última semana. O ala Cauê Borges está de saída para o Paulistano.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com

Notícias relacionadas