A novela Internacional, Fluminense e Wellington Silva promete ter novos capítulos nos próximos dias. O clube gaúcho e o atacante negociam a extensão do contrato por mais uma temporada. A ideia é sacramentar a negociação o mais rápido possível. Contudo, o Fluminense exige uma compensação financeira e jogadores em troca.

Em conversa com o Esporte 24 Horas, dirigentes do Internacional confirmaram que as negociações estão evoluindo lentamente, mas descartaram a possibilidade de envolver dinheiro na transação. Por isso, o acerto ainda não foi concretizado.

Com problemas financeiros e sem perspectivas de grandes reforços para a próxima temporada, a diretoria tricolor entende que Wellington Silva é uma boa moeda de troca.

De acordo com pessoas envolvidas nas conversas, o Internacional enviou ao Fluminense uma lista com 12 jogadores para troca, para um período de empréstimo de um ano podendo se prorrogado por mais uma temporada.

Lista não tem jogador graúdo, mas conta com a simpatia do Fluminense

o Fluminense, o discurso é de que o Internacional “tem jogadores que contam com a simpatia” da diretoria tricolor. Os dois clubes tratam o assunto há um mês, mas a negociação nunca recebeu o peso necessário para a conversa ir à diante.

Em conversas recentes, o Fluminense demonstrou interesse em contar com Nico López e mais quatro jogadores, mas o Internacional rechaçou a ideia. Segundo os representantes do uruguaio, não há possibilidade do uruguaio se transferir para as Laranjeiras. Dessa forma, o atacante só deixa o clube gaúcho se for em definitivo.

Confira a lista de jogadores oferecidos pelo Internacional ao Fluminense:

Cláudio Winck | lateral-direito | 24 anos

Cláudio Winck é destaque do Sport no Campeonato Brasileiro. Ele chegou ao clube pernambucano nesta temporada e disputou 20 partidas, marcando três gols. Sobrinho de Luis Carlos Winck, lateral Campeão Brasileiro em 89 com o Vasco, Cláudio Winck, acumula passagens pelo Grêmio, Chapecoense e Hellas Verona (ITA).

Alemão | lateral-direito | 28 anos

Jucimar José Teixeira, conhecido como Alemão, foi contratado pelo Internacional em janeiro de 2017. Após boa passagem pelo Botafogo, o jogador chegou ao clube gaúcho com status de titular, mas logo foi parar na reserva durante a disputa da Série B do Brasileiro. Este ano foi emprestado ao Paraná, no entanto ficou pouco tempo por lá. Ele entrou em rota de colisão com a diretoria após pedir dispensa de uma partida do Campeonato Paranaense. Devolvido ao Internacional, Alemão foi repassado ao Pohang Steelers, porém disputou apenas oito partidas no futebol da Coréia do Sul.

Ernando | zagueiro | 30 anos

Revelado pelo Goiás, Ernando já esteve nos planos do Fluminense no início de 2018. Indicado por Abel Braga, o zagueiro chegou a conversar com a diretoria tricolor, mas a negociação não foi adiante porque os clubes não chegaram a um acordo. Após quatro temporadas defendendo o clube gaúcho, o jogador, foi emprestado ao Sport. Ele vestiu a camisa do Leão em 30 oportunidades.

Léo Ortiz | zagueiro | 22 anos

Léo Ortiz também disputa o Brasileirão pelo Sport. Nesta temporada, atuou em 17 partidas e fez um go. Ele surge como opção para a criticada zaga tricolor. Gum ainda não renovou com o clube e Digão, que pertence ao Cruzeiro, tem chances remotas de seguir nas Laranjeiras.

Eduardo Bauermann | zagueiro | 22 anos

Fora dos planos do técnico Odair Hellmann, Eduardo Bauermann foi liberado no início do ano para adquirir rodagem. Emprestado até o final do ano ao Figueirense, ele disputou 33 partidas nesta temporada. Com passagens por todas as seleções de base do Brasil, Bauermann também atuou por Náutico e Atlético Goianiense.

Andrigo | meia | 23 anos

Andrigo pode ser opção para um setor que é considerado carente no Fluminense. Após a ida de Gustavo Scarpa para o Palmeiras, vários jogadores já foram escalados como meia de ligação. Entretanto, Sornoza, Danielzinho, Luciano e Marcos Júnior não empolgaram na função. Emprestado ao Sport, Andrigo realizou apenas 16 partidas em 2018.

Alisson Farias | meia | 22 anos

Alisson Farias é considerado uma das grandes promessas das divisões de base do Internacional. No entanto, deixou a desejar quando foi promovido aos profissionais. Ele está emprestado ao Coritiba até o final desta temporada. O clube gaúcho não conta com ele para 2019. Antes de atuar no futebol paranaense, Alisson Farias acumulou experiência no Criciúma, Brasil de Pelotas e Estoril (POR).

Gustavo Ferrareis | meia | 22 anos

Gustavo Ferrareis é cria do Internacional. Ele acumula convocações nas Seleções Sub-15, Sub-17 e Sub-20 do Brasil, mas não decolou nos profissionais do clube gaúcho. Em 2017, teve passagem sem brilho pelo Bahia. Este ano, sem espaço na equipe colorada, foi emprestado ao Figueirense onde fez oito gols em 53 partidas.

Mossoró | meia | 22 anos

O meia Victor Hugo, mais conhecido como Mossoró, ganhou esse apelido devido a semelhança com Márcio Mossoró, que defendeu o Internacional entre 2005 e 2007. Ele acumula passagens pelas divisões de base do Grêmio e Juventude. Este ano foi emprestado para adquirir experiência. Pelo Brasil de Pelotas, Mossoró disputou 22 partidas.

Camilo | meia | 32 anos

Reserva do Internacional durante toda a temporada, Camilo é um desejo antigo do Fluminense. O jogador teve próximo de um acerto com o clube no início do ano, mas as partes não chegaram a um acordo. Ele foi indicado por Abel Braga para ser o camisa 10 do time em 2018. No entanto, o jogador preferiu seguir no clube gaúcho brigando por uma vaga entre os titulares. Após a Copa do Mundo, Camilo chegou a ter o nome ligado a uma possível volta ao Botafogo, clube que atuou no último ano, mas o Internacional não viu vantagem na negociação.

Marcinho | atacante | 22 anos

Marcinho foi um dos destaques do Fortaleza na conquista da Série B do Campeonato Brasileiro. Ele atua como atacante pelos lados do campo, fez três gols em 25 partidas pelo clube cearense. Além de defender o Internacional, o jogador passou pelo Novo Hamburgo,  Ypiranga e Brasil de Pelotas, todos do Rio Grande do Sul.

Fonte: Esporte 24 Horas