Ainda em grave crise financeira e com receitas bloqueadas pela Justiça, o Botafogo vem tentando ser criativo para se reforçar no ano do retorno à elite do futebol brasileiro. Embora os estrangeiros pouco conhecidos e outras contratações, ainda sem alguma de impacto, venham deixando a torcida receosa, o presidente Carlos Eduardo Pereira tem muita confiança em fazer boa temporada.

“O ano começa com muito mais otimismo, um ano em que a gente tem boas expectativas, estou gostando de ver essa equipe, acho que a gente está partindo de um outro patamar. Passa de um clube que subiu para a Série A como campeão, mas não um campeão qualquer, um que tem camisa, torcida, muita tradição. Os estrangeiros que estão vindo jogar no Botafogo estão orgulhosos, conhecem a história do Botafogo lá na Argentina, Bolívia, em toda a América do Sul. Então eu estou muito otimista, acho que o Botafogo vai entrar como um grande competidor. A gente quer esse Botafogo competitivo, se nós vamos ganhar é outra história porque só ganha um, mas nós vamos entrar com muita disposição e força para fazer um ano de 2016 ainda melhor do que 2015”, comemorou o mandatário alvinegro ao site ‘GloboEsporte’.

Até agora chegaram os zagueiros Joel Carli e Emerson Silva, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, os volantes Bruno Silva e Pedro Larrea (ainda aguardando liberação) e os meias Damián Lizio e Gervasio Núñez. O possível time-base de Ricardo Gomes até o momento seria Jefferson, Luís Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos (Emerson Silva ou Carli) e Jean; Larrea (Aírton ou Lindoso), Bruno Silva, Fernandes (Núñez) e Lizio; Neílton e Luís Henrique.

Fonte: Futnet e Globoesporte.com