Após derrota, Bota pode usar próprio exemplo para se reabilitar

Compartilhe:

No dia 17 de fevereiro, diante do Flamengo, o Botafogo sofreu a sua primeira derrota em 2013. Antes desse clássico, o Glorioso vinha cambeleante, alternando bons e maus momentos. Mas parece que o tropeço foi bom para o Alvinegro, já que a partir desse dia o time de Oswaldo de Oliveira só deu alegrias ao seu torcedor. Até a noite de quarta-feira…

Nesse intervalo de quase quatro meses, foram disputadas 19 partidas, com 15 vitórias e quatro empates. Como consequência, a conquista do Campeonato Carioca sem necessidade de disputar a final. De quebra, a equipe derrotou todos os três grandes rivais. Na Copa do Brasil, avançou pelas duas primeiras fases sem sustos.

No Campeonato Brasileiro, porém, é que a força do time seria testada. E logo de cara. Afinal, logo nas três primeiras rodadas enfrentaria Corinthians, Santos e Cruzeiro. As duas vitórias e um empate (contra o Timão, no Pacaembu) deram um chega pra lá nos que duvidavam da força do Botafogo. O Glorioso tinha provado que não ficava devendo nada aos mais fortes concorrentes.

Para fechar a “primeira fase” do Brasileirão com chave de ouro, bastava vencer o esforçado time do Bahia e a frágil Ponte Preta. Em teoria, adversários bem mais simples de verem derrotados. Mas o Botafogo – assim como vem se notabilizando nos últimos anos – mais uma vez se complicou sozinho e perdeu para o Tricolor Baiano. O resultado negativo tirou a chance de liderar a competição e deixa o time pressionado para jogar em Campinas no sábado, antes da pausa no Brasileirão. O jogo passa a ter um peso ainda maior. Um outro tropeço pode comprometer o trabalho que vinha apresentado bons frutos até agora. Que a segunda derrota do ano volte a acender o alerta em General Severiano.

– COM A PALAVRA
Alvaro Oliveira Filho – Colunista do Lance!

O momento agora é muito diferente. Aquela época (derrota para o Flamengo), o trabalho do Oswaldo vinha sendo contestado. Agora, está consolidado. O foco está na diretoria e nos jogadores, devido aos salários atrasados. Essa derrota de quarta-feria é mais do que normal. Nada demais. Difícil é você ficar muito tempo sem perder no Brasileirão. O Botafogo vinha de três bons resultados, tem mais time do que o Bahia e começou melhor a partida. Temos que dar méritos ao Cristóvão e ao Bahia pela superação. Isso não vai mudar a trajetória do Botafogo na competição. O lodeiro faz falta. Se apenas o dória sair, dá para manter o nível e lutar nas primeiras posições na tabela de clasificação”.

Fonte: Lancenet!

Comentários