Após derrota para o Bahia, Oswaldo lista defeitos do campo

Compartilhe:

 O gramado do Batistão, em Aracaju, deixou o técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, triste depois da derrota por 2 a 1 para o Bahia, na noite desta quarta-feira. O time não conseguiu impor o seu estilo de jogo, com toque de bola, e cometeu uma série de erros de passe. Em um deles, de Fellype Gabriel, saiu o segundo gol do adversário. Para o técnico alvinegro, o campo prejudicou os dois times e contribuiu para o resultado. Incomodado, ele enumerou os defeitos do piso irregular.

– O campo é irregular, com grama alta alternada com baixa, duro e fofo ao mesmo tempo, com tufos grandes que não permitem que a bola role. Essa alternância desgasta muito os dois times. Ambos estão em sequência de jogos, mas os dois tiveram jogadores com cãibras. É uma demonstração disso também. Isso não é só em favor do Botafogo, pois o Bahia também tem qualidade – disse Oswaldo.

A sequência do Campeonato Brasileiro coloca a Ponte Preta como próxima adversária do Botafogo, sábado, em Campinas. O time, que poderia ter assumido a liderança se tivesse vencido, volta ao Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira e viaja na sexta à noite novamente. Mais um obstáculo na busca para se manter nas primeiras colocações.

– Fico triste com essa derrota porque temos que procurar vencer em qualquer circunstância. Esse é o Campeonato Brasileiro e não vamos conseguir mudar isso. No ano passado, tivemos muitas adversidades como essa – lembrou o treinador.

O Botafogo caiu para a quinta colocação, com sete pontos, mesma pontuação do líder Cruzeiro, que leva vantagem no saldo de gols. Nesta quinta-feira, Coritiba e Fluminense completam a quarta rodada, em Curitiba.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários