O técnico Alberto Valentim não gostou ao ser questionado sobre o fato de o Botafogo ter encarado e vencido um time do Grêmio recheado de reservas.

Irritado, o treinador ressaltou o triunfo conquistado sobre o atual campeão da Libertadores, mas fato é que o Alvinegro teve a mesma “sorte” na próxima rodada. Diante do Cruzeiro, domingo, 16h, no Mineirão, os cariocas enfrentarão um time que também está com as atenções divididas por conta da disputa de outras competições.

Antes de “lembrar” do Botafogo, Mano Menezes e seus comandados tem o Vasco pela frente. Na quarta-feira, a equipe celeste pode decidir a sua vida em um jogo diante do Vasco, em São Januário, pela principal competição continental. Enquanto os comandados de Mano Menezes estiverem duelando contra o Cruz-maltino, o Botafogo estará com “os pés para o alto” se preparando para o desafio em Belo Horizonte.

Valentim minimizou o fato de o Botafogo ter enfrentado os gaúchos sem sua força máxima e fez uma ressalva após o 2 a 1 no Nilton Santos:

“É lógico que equipes que estão disputando mais competições têm tempo menor e precisam priorizar uma ou outra. Queríamos estar na Copa do Brasil também, mas infelizmente saímos. O calendário brasileiro é muito apertado”.

O jovem Ezequiel não negou que a sequência é favorável para que o Botafogo tenha uma boa arrancada no início do Campeonato Brasileiro. Para ele, o time tem de tratar de aproveitar o fato de estar exclusivamente voltado para o tornio nacional.

“Como havia comentado durante a semana, é importante vir com ritmo forte e ganhar nesse início do campeonato. Agora é aproveitar essa folga para voltar com tudo para o próximo jogo”, destacou ele.

Depois de superar o Grêmio, o Alvinegro ganhou um dia a mais de descanso antes de retomar o trabalho. Descansado, o time espera ter vantagem contra um novo rival que divide as suas forças na temporada.

Fonte: UOL