A passagem de Seedorf pelo Botafogo, entre 2012 e 2013, foi mais vantajosa do que o clube poderia imaginar. Além de voltar a disputar a Libertadores após 17 anos, o Alvinegro foi colocado nos holofotes pelo holandês como opção viável para astros estrangeiros em fim da carreira.

Keisuke Honda ainda tem lenha para queimar com seus quase 34 anos, mas encaixa perfeitamente nessa situação. Quando o meia foi sondado pelo Alvinegro, o nome de Seedorf foi mencionado na conversa. A situação, inclusive, passou confiança para que o japonês encarasse tudo como mais seriedade.

O mesmo voltou a acontecer nas conversas com Yaya Touré. O marfinense escutou que Seedorf já havia passado pelo clube, que agora contava com os serviços do japonês. O meio-campista esteve muito próximo de fechar, o que não ocorreu. Um desfecho positivo, no entanto, ainda pode acontecer.

A questão é que o Botafogo entrou de vez na rota de empresários, que veem no clube uma boa possibilidade para fechar negócios do tipo. Obi Mikel, Arjen Robben e até Ricardo Quaresma são outros nomes que foram ligados ao Alvinegro nesta temporada.

Após a paralisação, o Botafogo pretende fechar com mais um jogador deste porte. Yaya Touré é o favorito. O Alvinegro criou forte laços com o atleta e deve retomar as conversas assim que o futebol estiver para ser retomado. O nigeriano Obi Mikel é outra opção.

Fonte: UOL