Há um ano, mais precisamente no dia 18 de março de 2018, João Paulo deixava o clássico contra o Vasco de maca após uma dupla fratura perna direita: na fíbula e na tíbia. À época, houve uma grande mobilização por parte da torcida, sobretudo pelo meio-campista ser o principal nome da equipe até a lesão.

Logo após a cirurgia, João Paulo afirmou que “voltaria mais forte”. A recuperação durou cerca de oito meses, e João retornou na despedida de Jefferson, em novembro do ano passado. Desde então, foram oito jogos, somando os desta temporada, sendo apenas dois como titular.

Nos dois primeiros jogos de 2019, João Paulo iniciou entre os 11. Na estreia, atuou como meia; na segunda partida, mais recuado, chegou a marcar um gol contra o Flamengo, mas, em seguida, passou por outro contratempo físico.

MUDANÇA DE PROGRAMAÇÃO

Os últimos três compromissos do Botafogo foram pelo Carioca, e a equipe de Zé Ricardo teve um rendimento ruim – pobre na criatividade e sem a dinâmica esperada no meio, um ponto no qual João Paulo pode contribuir diretamente.

A tendência é que João Paulo, até pelas palavras do treinador na coletiva de imprensa do último domingo, após uma “mudança de programação”, retorne ao time titular em breve.

– Começamos com ele jogando no início do ano, conversamos com a fisiologia e a preparação e mudamos a programação. Acreditamos que em breve ele tenha condição. É confiança para que volte a jogar no nível que tinha quando teve a lesão séria. Jogador de ótimo nível e com muita liderança – salientou Zé.

SEM JOGAR A TOALHA

Na zona mista após o empate em 1 a 1 com o Fluminense, João Paulo foi questionado a respeito da crítica situação na qual se encontra o Botafogo, virtualmente eliminado do Carioca. Ainda restam duas rodadas para o fim da Taça Rio, que precisa ser conquistada pelo Alvinegro caso queira seguir na busca pelo bicampeonato carioca.

– Isso se deve pelo início que tivemos, principalmente, mas não podemos olhar o passado. É mirar o que temos pela frente e ir atrás de todos os pontos possíveis. Enquanto tivermos chances matemáticas, iremos atrás disso. A missão não é fácil, mas temos condições – disse o meio-campista de 28 anos.

O próximo compromisso do pressionado Botafogo de João Paulo será nesta quinta-feira, contra a Portuguesa, às 21h30 (de Brasília), no Nilton Santos.

Fonte: Terra