B. Mendes ’empaca’ após disputas jurídicas e pode ser vendido

Compartilhe:

 Muitos gols, sondagens de clubes da Europa e unanimidade entre a torcida. Tudo isso foi vivido por Bruno Mendes no final de 2012, mas passa longe do atual momento do camisa 7 do Botafogo. Atrapalhado por disputas judiciais e troca de empresários, o atacante acabou sendo ultrapassado no elenco de Oswaldo de Oliveira e está atrás de Rafael Marques, Sassá, Henrique e até do recém-contratado Elias.

Bruno Mendes chegou ao Botafogo no final de 2012, repassado por um grupo de empresários. Em oito jogos na reta final do último Brasileirão, marcou seis gols e virou xodó da torcida. Nesta temporada, porém, foram 18 partidas e apenas dois gols. Sincero, o técnico Oswaldo de Oliveira admite que o jovem de 18 anos poderá ser negociado se surgirem propostas.

“O Bruno teve um bom início. Depois, tudo o que aconteceu conturbou. Hoje, existem interesses distintos que deixam o jogador em uma situação diferente dos demais. Ele pode ser negociado, sim. A administração da carreira dele mudou, e sabemos como isso funciona. Depois que acabou o Brasileiro, ele ainda não readquiriu aquela força com que ele estava”, disse Oswaldo de Oliveira.

Bruno Mendes tem vínculo federativo com o Macaé, mas está contratado por empréstimo ao Botafogo até o fim de 2013. A tendência é que o vínculo não seja renovado. Se for negociado em definitivo para outra equipe, o time de General Severiano receberá 25% por ter sido ‘vitrine’ para o camisa 7. Internamente o consenso é de que as disputas judiciais e troca de empresários atrapalharam o jogador.

Antes representado pelo agente Gustavo Arribas, sócio da empresa que detém 100% dos seus direitos econômicos e o repassou ao Botafogo, Bruno Mendes assinou com o uruguaio Juan Figger. Ele também busca na Justiça a rescisão de seu contrato com o Macaé, alegando que não assinou uma procuração para advogados do time do nordeste do Rio de Janeiro.

Outro problema fora de campo vivido pelo atacante aconteceu no final do ano passado. Uma dívida do Guarani [clube que revelou Bruno Mendes] com o ex-jogador Andrei havia causado a penhora dos direitos econômicos de seus direitos econômicos. Assim, o jovem não poderia ter sido negociado com o HAZ, nem tampouco ser registrado pelo Macaé e depois emprestado ao Botafogo até o fim de 2013. O grupo de empresários arcou com a dívida do time campineiro e conseguiu a liberação para o atleta voltar a campo.

O jogador não será relacionado para o clássico carioca contra o Fluminense, neste domingo, às 18h30, na Arena Pernambuco. O Botafogo é o terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, com dez pontos em cinco rodadas. O Fluminense tem um ponto a menos e está na quarta posição. Os clubes dividirão a renda da partida realizada em São Lourenço da Mata.

Fonte: UOL

Comentários