O placar de 89 a 72 pode até sugerir um passeio do Mogi das Cruzes sobre Botafogo, dentro de casa, nesta sexta-feira. Mas não foi bem assim. O Alvinegro vencia por 11 pontos ao final do primeiro tempo, mas com uma segunda metade irreconhecível, saiu com uma derrota sonora do Ginásio Prof. Humberto Campos, na partida válida pela 19ª semana do NBB.

Com a 16ª vitória em 24 jogos, construída principalmente pelas mãos de Arthur Pecos e Gaubrer, o Mogi das Cruzes, na quinta posição, alcança os 66,6% de aproveitamento. O time paulista se distancia justamente do Botafogo, que vem logo atrás, com 45,9% de aproveitamento e 11 vitórias em 24 jogos. Os 12 primeiros se classificam para os play-offs da competição.

Mogi começa melhor…

Melhor no início da partida, o time da casa manteve-se à frente durante boa parte do primeiro quarto, e chegou a abrir 19 a 14. Mas já no fim da primeira parte, a defesa do Botafogo deu sinais de melhora, não sofreu mais cestas, e liderado por Coelho, empatou o placar: 19 a 19.

… mas defesa do Botafogo se recupera e sobra

No segundo quarto, eficiente e concedendo poucas faltas, o sistema defensivo do Glorioso seguiu fazendo diferença.  O ataque, no ritmo de Cauê e Coelho, também fluiu, abriu uma boa diferença durante o período e botou o Botafogo nove pontos à frente no fim do primeiro tempo: 40 a 29.

Embalado pela torcida, Mogi reage

Diante da má atuação do time da casa, os torcedores presentes no Prof. Hugo Ramos decidiram fazer barulho. E deu certo. O alvinegro Jackson até tentou frear a reação do time paulista com uma bela cesta de três da zona morta. Mas, contagiado, o Mogi das Cruzes aproveitou-se dos erros do Botafogo, e inspirado por uma boa atuação de Gruber, tirou nada menos do que 11 pontos de diferença e virou: 56 A 55.

Arthur e Deodato garantem vitória paulistana

A virada do Mogi após estar perdendo por 10 pontos mexeu não só com o placar, mas principalmente, com o emocional do adversário carioca. A defesa, antes o ponto forte do Botafogo na partida, se desorganizou e sofreu com as boas atuações dos mogianos Arthur, que abusou das bolas de três, e Gui Deodato. O desespero do Glorioso, nos últimos minutos, contribuiu para o placar final elástico: 89 a 72 para os donos da casa.

Próximos jogos

O Botafogo joga dessa vez na capital paulista, contra o Paulistano, no próximo domingo (24), às 11h. O Mogi, por sua vez, encara o Franca no próximo sábado (23), às 14h, no Ginásio Pedrocão, casa do adversário.

Fonte: Terra