O Botafogo investe na melhoria da infraestrutura dos esportes olímpicos. A equipe de basquete sofria riscos de não poder mandar suas partidas do NBB (Novo Basquete Brasil) no Ginásio Oscar Zelaya, em General Severiano, porque a arena não cumpria com algumas exigências da liga. Rapidamente, a diretoria do Glorioso correu atrás de melhorias e conseguiu, de forma provisória, a liberação da quadra para as quatro primeiras partidas do Glorioso no torneio.

O NBB exige que um ginásio tenha a capacidade de, pelo menos, para 1000 pessoas assistirem a uma partida sentadas. O Oscar Zelaya suporta cerca de 720 torcedores, mas nem todos são de cadeiras. A arena do Botafogo ainda não chegou a este número, mas a diretoria já iniciou o processo para chegar à meta – e, desta forma, a LNB (Liga Nacional de Basquete) liberou que o Glorioso jogue contra Paulistano, nesta terça-feira, São Paulo, em 12 de novembro, Pato Basquete, no dia 15 de novembro, e Rio Claro, em 8 de dezembro.

Inicialmente, o Ginásio Oscar Zelaya passou por reparos no piso, tabelas e iluminação, além da instalação de 24 segundos por cabo. Não serão colocadas novas arquibancadas, mas as obras para aumentar a capacidade já foram iniciadas e a capacidade será de 1000 espectadores. Vale ressaltar que o clube de General Severiano só poderá jogar em casa após a partida contra o Rio Claro caso cumpra todas as exigências da LNB.Após essas quatro partidas de liberação provisória, o Ginásio Oscar Zelaya passará por uma vistoria com o objetivo de obter a liberação definitiva do local para o restante da temporada.

A equipe comandada por Léo Figueiró já iniciou sua trajetória no NBB, mas ainda não estreou no Rio de Janeiro. Até aqui, foram uma vitória e uma derrota – para Minas e Brasília, respectivamente – na competição. Na temporada passada, o Glorioso foi semifinalista.

Fonte: Terra