Da emoção de um jogo dramático à marca histórica de visualizações, o NBB (Novo Basquete Brasil) viveu um dia histórico na última terça-feira. A vitória do Botafogo sobre o Pinheiros por 82 a 78, no Ginásio Henrique Villaboim, marcou também o recorde de visualizações simultâneas no Facebook do torneio. Em certo momento da partida, 12500 pessoas estavam conectadas à página, o recorde da história da competição.

O NBB foi um dos pioneiros no Brasil sobre a transmissão de esportes pelo Facebook Watch. Giovanna Terezzino é a repórter da equipe de transmissão da liga nos jogos transmitidos pelo aplicativo e, ao LANCE!, falou sobre a emoção de ter alcançado mais de 10 mil telespectadores simultâneos pela primeira vez.

– É muito gratificante chegar nesse ponto de transmissão do NBB no Facebook. Estou desde o começo do projeto, lembro que quando eu entrei a gente passava por muitos perrengues. Era uma estruturação, estávamos organizando tudo, o formato da transmissão, como a gente ia apresentar aos torcedores… Não era um fator que estava na boca do povo, quase ninguém fazia. Saber que a gente está numa constante crescente temporada após temporada é muito legal – analisou.

Um dos marcos da globalização, Giovanna afirma que uma das intenções das transmissões de partidas pelo Facebook são a facilidade de acesso. De qualquer lugar, seja pelo celular ou computador, foi possível ver o duelo entre Pinheiros e Botafogo. Dentro de quadra, um confronto que foi decidido apenas nos segundos finais, com o Alvinegro saindo vitorioso.

– Nosso diferencial é a praticidade. Dá para plugar um cabo HDMI na televisão e assistir, pode ser por tablet ou celular, em qualquer lugar. Desde o começo, ficou claro que nada disso seria possível se não fosse os torcedores. A gente faz a transmissão totalmente voltada a quem assiste. É uma transmissão que passa a emoção e o amor que a gente sente pelo basquete – explicou.

É muito gratificante chegar nesse ponto de transmissão do NBB no Facebook. Estou desde o começo do projeto, lembro que quando eu entrei a gente passava por muitos perrengues. Era uma estruturação, estávamos organizando tudo, o formato da transmissão, como a gente ia apresentar aos torcedores… Não era um fator que estava na boca do povo, quase ninguém fazia. Saber que a gente está numa constante crescente temporada após temporada é muito legal – analisou.

Um dos marcos da globalização, Giovanna afirma que uma das intenções das transmissões de partidas pelo Facebook são a facilidade de acesso. De qualquer lugar, seja pelo celular ou computador, foi possível ver o duelo entre Pinheiros e Botafogo. Dentro de quadra, um confronto que foi decidido apenas nos segundos finais, com o Alvinegro saindo vitorioso.

– Nosso diferencial é a praticidade. Dá para plugar um cabo HDMI na televisão e assistir, pode ser por tablet ou celular, em qualquer lugar. Desde o começo, ficou claro que nada disso seria possível se não fosse os torcedores. A gente faz a transmissão totalmente voltada a quem assiste. É uma transmissão que passa a emoção e o amor que a gente sente pelo basquete – explicou.

A voz da emoção

No quesito de optar por transmissões por emoção, é imprescindível citar a presença de Guilherme Maia. O narrador das transmissões via Facebook já vai, aos poucos, se consolidando como a voz do NBB país afora. Ao LANCE!, ele falou sobre os longos anos de projeto e da emoção de ter visto mais de 10 mil pessoas de forma simultânea pela primeira vez neste modelo.

– Foi uma emoção muito grande quando eu vi os cinco dígitos. Eu fiz a primeira transmissão do NBB, quase cinco anos atrás. Quando começou, era tudo muito pequeno. Ninguém colocava fé e ver 12 mil foi sensacional. A gente vinha quebrando recordes. Eu achava que seria difícil bater os 8 mil de Franca x Bauru, mas em uma semana já conseguimos. Eu tenho que agradecer a todo mundo que acompanhou – confessou.

Durante a transmissão, foi possível ver que Guilherme Maia ficou emocionado. Após tanto tempo de investimento, o NBB vem, passo a passo, se colocando no cotidiano do torcedor brasileiro. O narrador analisou que os serviços via streaming já são uma realidade – no futebol, é possivel ver partidas de Liga dos Campeões e Libertadores sendo transmitidos pelo Facebook.

– Isso mostra a força das transmissões via streaming, que já são uma realidade. O torcedor pode assistir de onde estiver. Eu tenho certeza que nossa transmissão streaming é a melhor do Brasil. Nossa equipe de organização e comunicação é muito boa. Inovadora, apostou nisso anos atrás. Estamos colhendo os frutos agora. Foi emocionante porque é um projeto que eu aposto há cinco anos e estamos colhendo frutos com o pessoal desde agora – analisou.

Guilherme Maia e Giovanna Terezzino formam, ao lado de Ricardo Bulgarelli, comentarista dos Canais ESPN, a equipe de transmissão dos jogos do NBB via Facebook. O crescimento e evolução da liga como um todo são um dos reflexos dos seguidos recordes batidos por este modo de ver o basquete.

– Eu, como entusiasta do basquete, tive o prazer de fazer parte de uma transmissão histórica. Foi um jogo 5, emoção de um jogo decidido a cada posse de bola. O Pinheiros, que nunca havia perdido para o Botafogo em casa no NBB, com um investimento maio,r contra o Alvinegro, com o time remodelado de um ano para o outro. A união fez a diferença. Foi assim que o Botafogo conseguiu aquela virada no último período, o que chamou a atenção das pessoas para a transmissão. A melhor transmissão do NBB é a nossa, porque é a única que é in-loco, é a única que coloca a participação do torcedor. Sou muito grato, quem ganha é o basquetebol. O basquete respira – comemorou Ricardo Bulgarelli.

Fonte: Site oficial da LNB