Blog, sobre Engenhão: ‘Se país fosse sério, muitos iam presos’

Compartilhe:

Interditado desde 26 de março, o Engenhão ficará fechado, para reformas, durante um ano e meio, a partir do início das obras. É a confirmação de um escândalo do tamanho do estádio. Que estourou o orçamento original absurdamente (de R$ 60 milhões saltou para R$ 380 milhões) e nem sequer foi bem feito. Se o Brasil fosse um país sério, muita gente iria parar atrás das grades…

No Japão, um absurdo dessas proporções (o estádio tem apenas sete anos!) provocaria um bom número de “haraquiris”. Pelas bandas de cá, em vez de rasgar a barriga, por vergonha, os (ir) responsáveis sacodem a pança às gargalhadas. Vários deles estão recontratados para as construções de novos (e bilionários) “legados” para o país e as cidades sede, por ocasião da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

 

Que coincidência!

 

Com essa infausta notícia sobre o Engenhão, o Consórcio que acaba de assumir o Maracanã fica com a faca e o queijo na mão para negociar com os clubes do Rio que não têm onde jogar (o Vasco é a exceção por ter São Januário)…

Fonte: Blog do Renato Mauricio Prado - O Globo Online

Comentários