No empate por 1 a 1 entre Botafogo e São Paulo, domingo, no Morumbi, um lance de genialidade do tricolor Paulo Henrique Ganso se tornou se tornou o mais emblemático da partida. O meia entrou na área driblando, passou a bola por entre as pernas de Julio Cesar e, quase sem ângulo, deu um toquinho por cima de Jefferson. A bola bateu na trave, correu por cima da linha até que Dória a colocou pela linha de fundo.

O zagueiro Bolívar, que não esteve em campo porque estava suspenso, acredita que a sorte do Bota de a bola não ter entrado pode representar a classificação da equipe mais à frente. Com o ponto somado no empate, o Alvinegro chegou a 58 e entrará no G-4 ao fim da próxima rodada se vencer o Coritiba, domingo, no Couto Pereira. Isto porque Grêmio e Goiás, terceiro e quarto colocados, respectivamente, se enfrentam. 

– O Ganso a gente não pode desmerecer a qualidade dele. Dentro da área ficamos com receio de apertar e acabar fazendo o pênalti em um jogador com sua habilidade. Graças a Deus a bola bateu na trave e correu pela linha. Comentei que essa sorte que pode nos dar a classificação – disse Bolívar. 

O General volta ao time para o duelo com o Coritiba, que luta contra o rebaixamento. De acordo com o matemático Oswald de Souza, o Bota tem 49% de chances de classificação para Libertadores.

Fonte: Globoesporte.com